De janeiro a junho deste ano foram registrados 42 roubos de cargas no Estado do Espírito Santo. O número é preocupante, mas é o menor do Brasil. No Rio de janeiro, são 24 assaltos ou roubos de cargas, por dia. Os dados foram anunciados pelo superintendente do Sindicato das Empresas do Transportes de Cargas do Espírito Santo (Transcares), Mario Natali, durante o III Fórum de Prevenção e Combate ao Roubo de Cargas, na terça-feira (22), em Vitória.

Leia também

BR-163 recebe verba para pavimentação e Antaq multa Codomar em novela confusa

Razões do aumento de roubo de cargas

O prejuízo em roubos de cargas no Brasil passa dos R$ 6,1 bilhões, ao todo foram 97.786 ocorrências desse tipo no período de 2011 a 2016. No estado do Rio foram 9.870 casos no ano passado. O delegado titular da Delegacia de Roubo a Cargas, Nilton Abdala, explicou que há várias maneiras de sufocar o roubo de cargas. Além das operações de rotina, como as blitzen, por exemplo, o sistema de inteligência da polícia monitora a migração dos assaltantes, num trabalhado de parceria com as forças de segurança do estado.

A Companhia Docas do Espírito Santos (Codesa) foi representada por integrantes da Guarda Portuária: o coordenador, Enildo Pereira Junior e o chefe de serviço operacional, Reroldi Monteiro. Segundo Monteiro, a intenção do fórum foi discutir ações para inibir a migração das quadrilhas para o estado€. Participaram representantes dos órgãos de segurança federal e estadual como as polícias Federal, Rodoviária Federal, Civil, Militar, além do Corpo de Bombeiros e agentes municipais de segurança.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s