Com o tema ‘Juventude Prevenida não se cala, denuncia e protege’, o Governo do Estado do Maranhão, por meio da Secretaria de Estado Extraordinária da Juventude (Seejuv), realizou na terça-feira (16) um workshop sobre a temática do enfrentamento à violência e exploração sexual contra crianças, adolescentes e jovens. A ação conta com a parceria da Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap) e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) de São Luís.

Leia também

Decreto sobre portos é publicado e diretor da Antaq empossado

A atividade integra as ações da Campanha Juventude Prevenida, realizada pela Seejuv desde 2015, objetivando reduzir os índices de vulnerabilidade juvenil, no que se refere às doenças sexualmente transmissíveis, gravidez na adolescência, álcool e outras drogas, suicídio, morte no trânsito, violência e exploração sexual, afogamentos, racismo e demais violências. No mês de maio, a campanha reforça à mobilização nacional do Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes – 18 de maio.

O workshop contou com a participação de gestores municipais de juventude, representantes de movimentos sociais que trabalham a temática criança e do adolescente e demais interessados no tema.

A presidente do CMDCA, Janicelma Fernandes, fez uma apresentação de informações sobre a problemática da violência e exploração sexual, destacando os tipos de abuso, formas de exploração e sinais de alerta para o comportamento de crianças e adolescentes, no intuito de prevenir ou combater possíveis práticas. “O 18 de maio deve ser todo dia, nós precisamos estar mais atentos a situações de abusos e violências contra nossas crianças e adolescentes e não naturalizar práticas, que às vezes parecem normais, mas que trazem uma série de prejuízos para o desenvolvimento dessas crianças e adolescentes”, disse.