Os moradores da cidade de Santos ficaram horrorizados com o incêndio que atingiu os tanques de combustíveis da empresa Ultracargo no início do mês de abril de 2015. Foram diversos os danos ambientais na região e que agora devem ser "parcialmente compensados" com a assinatura de acordo pelo Ministério Público Federal (MPF), pelo Ministério Público do Estado de São Paulo e pelo Terminal Químico de Aratú (Tequimar).

Incêndio durou quase uma semana
Incêndio durou quase uma semana - Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

Leia também
* Sobre responsabilidade do incêndio da Ultracargo
* Incêndio da Ultracargo: crime ou acaso?

O acordo também será assinado, de acordo com o MPF, pelas empresas Ultracargo, Ultrapar Participações, Raízen Energia e TEAS.

A assinatura do Termo de Compromisso e Ajustamento de Conduta Parcial relativo ao incêndio da Ultracargo acontecerá nesta quarta-feira, dia 15 de maio, no escritório do Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente, em Santos.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s