Tablóides ingleses, particularmente o Daily Mirror, várias vezes afirmaram que Kate Moss costumava consumir cocaína. Em entrevistas, Moss disse que essas afirmações eram ridículas.

No dia 15 de setembro de 2005, o Daily Mirror publicou na capa e dentro do tablóide fotos que mostravam Moss cheirando várias ‘fileiras’ de cocaína. Muitos tablóides afirmaram que a modelo utilizou uma nota de cinco euros para cheirar cinco fileiras de cocaína em quarenta minutos. Pete Doherty, namorado de Moss e, naquele ano, cantor e compositor da banda The Libertines, alegou que James Mullord, seu empresário, vendeu as fotos para o jornal por mais de cento e cinqüenta mil euros. Pouco tempo depois da publicação das fotos, Moss perdeu a maioria dos contratos de companhias internacionais.

Em 20 de setembro de 2005, a companhia sueca de moda H&M, anunciou que ‘despediria’ Kate Moss mais depois da publicação das fotos. De acordo com o contrato de Moss, a modelo ganhava cerca de 4 milhões de euros por ano. Um dia depois, a casa de moda Chanel anunciou que também não renovaria o contrato com Moss, que expiraria em outubro, porém alegou que a decisão não foi influenciada pelo escândalo das drogas. Burberry também decidiu expirar a campanha de Moss com eles.

Moss continuou a aparecer em campanhas durante esse período para Dior. Na edição de novembro de 2005 da revista W, Moss apareceu na capa e muitas outras páginas dentro da revista. Também foi defendida por amigos e ‘admiradores’, incluindo as modelos Naomi Campbell e Helena Christensen, a atriz francesa Catherine Deneuve, seu ex-namorado Johnny Depp e o designer Alexander McQueen. A defesa de McQueen foi especialmente notável e durante um show de moda, ele usou uma camiseta, na qual estava escrito “Nós amamos você, Kate”. A artista [Stella Vine] também amparou Moss. O cantor de pop Robbie Williams disse sobre a relação entre Moss e Doherty, “Eu entendo porque Kate acha difícl deixar Pete; ele é muito carismático”.

Ainda em novembro de 2005, Moss terminou sua relação com Doherty assim que ele se retirou da Clínica Meadows, no Arizona, não completando um programa de reabilitação para dependentes químicos. Moss teve sucesso em seu tratamento feito na clínica em outubro e exigiu que Doherty se tratasse também. Doherty disse que a separação se deu devido a outras coisas, dizendo ao jornal The Sun porque ele acha que Moss o deixou: "Eu não posso comprar os diamantes dela e meu pênis é muito pequeno."

Fonte: Wikipedia

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s