Dia a Dia

Numa das salas de debate deste PortoGente, com a pergunta “O que falta ao Porto de Santos para tornar mais competitivos os produtos que por ele passam?”, o internauta que se denomina Roberto Nascimento é irônico na sua crítica ao imobilismo dos portos nacionais, em especial o Porto de Santos, que é a alavanca do sistema portuário do País (ou deveria ser).

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
Há mais coisas no mar dos portos do Brasil do que frutos do mar e embarcações. As indefinições na atuação de algumas administrações das Companhias Docas sinalizam e denotam interferências indesejáveis e estas provocam distúrbios de gestão que certamente causam prejuízo ao bom funcionamento desses portos. Com portos prejudicados, perdem os exportadores e importadores. O País e seus cidadãos, portanto.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
O novo superintendente do Cenep (Centro de Excelência Portuária), Esmeraldo Tarquínio de Campos Neto, assume já querendo criar uma nova função ao Cenep: de “fórum” para discussão da relação capital-trabalho. E os sindicatos portuários já não são para isso?

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
A indústria automobilística mundial se encontra em apuros. As principais montadoras do planeta correm atrás de financiamentos e de dinheiro público para pagar suas contas. As pequenas, coitadas, tentam encontrar forças para respirar enquanto as fortes águas da crise econômica as afogam em dívidas. Entretanto, é preciso lembrar que grande parte da culpa por esta situação é das próprias montadoras, que se planejaram porcamente para a realidade de uma sociedade que já não precisa e não pode adquirir tantos carros zero quilômetros.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
O ministro dos Portos, Pedro Brito, a respeito do levantamento elaborado pelo Centro de Estudos em Gestão Naval (CEGN), de professores da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), que concluiu serem "elevados" os preços cobrados pela praticagem nos principais portos brasileiros, disse que o assunto está sendo discutido pelo governo federal. “O que eu quero é reduzir custos”, destacou categoricamente. As declarações do titular da SEP (Secretaria Especial de Portos) sobre o assunto foram prestadas quando Brito participou, no dia 2 último, do Seminário “Holanda-Brasil: o Futuro da Logística Mundial”, em São Paulo.

0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente