Embora, oficialmente, a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) não admita, estão contados os dias do capitão-de-mar-e-guerra Cid Pereira Santos à frente da Guarda Portuária do Porto de Santos. O próprio Cid afirma a pessoas próximas que será substituído em breve pelo coronel e assessor especial da Secretaria Especial de Portos (SEP), Jorge Pimentel.

 

Cid assumiu a GPort em novembro de 2007 e deve deixar o posto pouco mais de um ano e meio depois. Ele entrou na Marinha do Brasil aos 16 anos e formou-se como fuzileiro naval. Desde então, passou três décadas prestando serviços importantes ao setor marítimo nacional.

 

O seu provável substituto foi designado em julho de 2007 pelo ministro dos Portos, Pedro Brito, para aperfeiçoar a segurança no porto santista.

 

Além da atuação na SEP, Pimentel já exerceu a função de professor da Academia de Bombeiros de Brasília na área de prevenção, salvamento e combate a incêndio e de pesquisador de acidentes de trabalho e autor de várias normas de prevenção para o Corpo de Bombeiros, entre outros trabalhos.

 

Apesar das qualidades comprovadas por Pimentel, a provável troca de um capitão-de-mar-e-guerra por um bombeiro de formação causará, sem dúvida, grande repercussão na Marinha.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website