Um plano de desenvolvimento implica uma estratégia para identificação de todas as oportunidades

Debater as expectativas com o processo da desestatização em curso do Porto de Santos, no litotal paulista, bem como as sobreposições e a relevância dos poderes municipais e federais na área dos portos, foram os temas dos Webinars Semanais do Portogente (WSP), na quarta e quinta feiras, dias 20 e 21, com a participação de atores influentes no setor portuário.

Dad 26OUT2020Foto: Triday Series.

Da Redação
Webinar debate o Porto de Santos

Por desrespeito histórico aos planos de desenvolvimento e zoneamento (PDZ) da cidade e do porto, ocorrem conflitos nos portos brasileiros, consequência do crescimento desordenado. Principalmente porque as prefeituras das cidades portuárias, de modo geral, não pensam o porto suficientemente. Reciprocamente, essa situação é comum no planejamento viário do porto dissociado do urbano da região e limitado à poligonal.

Assista
Webinar Perspectivas de Evolução do Porto de Santos: Novo PDZ e Estudos LPT/EPUSP

De início, é imperioso o entendimento do PDZ como a organização espacial do uso do solo pelo porto com o objetivo de otimizar a sua utilização. Sob a ótica da busca de resultados, é um instrumento para promover produtividade. Isso explica a razão do planejamento dos grandes portos em grandes cidades, como Nova Iorque, organizarem também os fluxos urbanos.

Editorial 
BR do MAR no debate final

Daí a oportunidade da proposta, com ineditismo, do Prof. Dr. Engº Nicolau D. F. Gualda, professor titular sênior e coordenador do Laboratório de Planejamento de Transporte da Escola Politécnica da USP, para o porto permutar para seu uso a Base Aérea de Santos, encravada na zona de expansão portuária e sem potencial aéreo. A pista curta para aviões tem a sua extensão limitada pela Serra do Mar e pelo Morro do Maluf, no Guarujá. Uma estratégia inteligente para expansão do PDZ do porto.

Artigo | Frederico Bussinger 
Auditoria portuária do TCU: copo meio cheio e meio vazio

Os acessos ao porto são determinantes da sua produtividade e do desenvolvimento da sua região. No caso do Porto de Santos é prioritário o estabelecimento de um pacto com as prefeituras das cidades vizinhas, de Santos, Guarujá, Cubatão e São Vicente para incorporarem nos seus PDZ o do porto. Uma missão para a sua comunidade portuária.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente