Eco Portos ajudam sua comunidade a alcançar objetivos de sustentabilidade e aumentar a produtividade

Convém refletir sobre o Congresso Green Port, anunciado para 20 e 21 de outrubro de 2021, em Piraeus, na Grécia. Crescendo mundialmente, o movimento de Portos Verdes está estabelecendo um padrão de sustentabilidade que nenhum porto brasileiro detém, até agora. Ainda que se possa mostrar avanços significativos, a condição necessária ainda é um desafio hercúleo.

Porto VerdeFoto: Port of Hamburg.

Editorial 
Na conquista do Porto Verde

Este tema foi amplamente debatido no Webinar Semanal do Portogente (WSP) ”Na Conquista do Porto Verde”, e mostrou a abrangência e as exigências dos requisitos para atender aos padrões mundiais do Green Port. Avulta, nesse quadro, o compromisso do ator dessa complexa atividade de ser um gerador de inovações e insights, que se traduzam em uma nova forma de atuar, preservando o clima e com ações mitigadoras.

Leia também 
Alemoa: imenso risco ao Porto de Santos

Este contexto abrange a qualidade do ar, água, solo; eliminar ruídos, bem como preservar flora e fauna. Conceitualmente, assumir uma visão de sustentabilidade no seu sentido amplo, em relação à logística do porto. O debate da relação Porto-Cidade é essencial para o entendimento dos objetivos humanos e sociais na busca do equilíbrio com os propósitos tecnológico e econômico, com vistas à produtividade.

Confira ainda 
ONU busca inovações que combatam poluição nos oceanos

Para harmonizar essa complexidade de variáveis, enseja fortalecer o conceito de comunidade portuária, hoje muito fragilizada pela centralização das decisões em Brasília. Só assim será possível alinhar os interesses regionais e o negócio portuário, na construção de uma otimização conjunta do uso da área pelas empresas formadoras do porto. Esse ganho sistêmico favorece ações para reduzir a emissão de carbono e aumentar a capacidade de resposta às imposições ambientais, com investimento compartilhado.

Notícias corporativas 
Aviões, trens, carros e bicicletas: como se locomover com segurança em meio à pandemia

À vista disso, é necessário que os portos brasileiros se coloquem a caminho do Porto Verde. Por onde começar? Não basta incorporar condutas alinhadas às especificações internacionais, sem levar em conta as especificidades do porto. Assim, estabelecer objetivos claros para implementar: o que deve ser feito, como, por quem e, quando?

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente