O presidente do Sindicato dos Engenheiros no Estado de São Paulo (Seesp), Murilo Pinheiro, em recente artigo, faz considerações importantes sobre o País. "Num momento em que se avolumam problemas e dramas agudos, o Brasil precisa enfrentar de forma racional e responsável a mazela econômica e social da qual derivam inúmeras outras: o grave desemprego que, apesar de tímida melhora apontada no final de 2019, ainda atinge cerca de 13 milhões de pessoas, e a precarização que contribui para rebaixar o mercado de trabalho e as condições de vida da população."

600 MuriloLiderança dos engenheiros defende caminho civilizatório para o País com a criação
de empregos decentes. Crédito: Seesp.

Para ele, o País precisa de "mercado interno com poder de compra e força de trabalho qualificada, o que exige remuneração digna e bom atendimento de serviços essenciais pelo Estado, com ênfase em educação e pesquisa. É preciso expandir a economia real e produtiva, recuperar a indústria; abandonar a lavoura arcaica que desmata e escraviza e investir no agronegócio tecnologicamente avançado e socioambientalmente responsável".

Ele adverte: "É preciso escolher o caminho do avanço civilizatório."

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website