A Sociedade de Portos e Hidrovias do Estado de Rondônia (SOPH) comemora o início de 2017 com notícias positivas. A empresa pública dispõe de R$ 19 milhões em caixa para dar continuidade a execução do projeto de modernização e revitalização do Porto Público de Porto Velho.

O recurso é proveniente de um Termo de Compromisso firmado com a União através do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil (MTPAC), Governo do Estado de Rondônia e a SOPH. O valor total conveniado é de R$ 22.7 milhões, sendo que a primeira etapa já está em fase de finalização, por tratar-se da aquisição de equipamentos. Os investimentos deverão ser aplicados única e exclusivamente nas etapas do convênio até Julho de 2019.

Segundo a diretoria executiva do Porto, foram feitas adequações ao projeto inicial e os recursos serão aplicados em conjunto com o planejamento estratégico do Governo do Estado, a fim de continuar disponibilizando a estrutura necessária para os pequenos e médios produtores e exportadores escoarem seus produtos com tarifas módicas, transformando o produto local competitivo diante dos demais. Possibilitando aos atores do agronegócio um sérvio publico adequado, continuado e de qualidade.

Ainda este ano serão entregues e instaladas duas rampas flutuantes e duas novas balanças rodoviárias que substituirão as atuais, com mais de 25 anos de uso, finalizando assim a primeira etapa do convênio. “A tecnologia avançou e muito ao longo dos anos, essas estão obsoletas e a substituição das mesmas dará agilidade e competitividade ao Porto Público. A expectativa é que teremos um ano com muita demanda, em que as equipes técnicas da SOPH e do MTPAC efetivarão todas as etapas licitatórias dos processos”, relatou o engenheiro Flávio Marcolino.

Os investimentos também contemplam a construção de um novo armazém que servirá de recinto alfandegado, atendendo às determinações da Receita Federal e a construção de uma sede administrativa fora da área de operação, permitindo que a atual sede seja disponibilizada para arrendamento para futuras operações portuárias.

Haverá ainda a restauração das vias e pátios internos com uma nova camada de asfalto, a fim de recuperar as áreas que estão comprometidas com o intenso tráfego das carretas. Por fim, a última etapa do convênio será a reforma das estruturas do cais flutuante que completou 30 anos de uso em 2016.

Considerado como ponto estratégico para a logística nacional, a diretoria do Porto Público de Porto Velho ressalta o apoio da bancada federal especialmente o auxílio da Frente Parlamentar em Defesa dos Portos, Hidrovias e Navegação do Brasil, através do seu presidente o deputado federal Marcos Rogério (DEM/RO) para efetivar a liberação e repasse dos recursos.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas

O que você achou? Comente