Quando você ganha uma quantia inesperada de dinheiro, deixá-lo parado pode não ser uma boa opção. Por isso, é importante pensar em algum tipo de investimento que consiga dar rentabilidade para esse valor.

Enquanto você não der o primeiro passo, e aplicar seu dinheiro, ele não irá se multiplicar, impedindo você de mudar de vida ou de concluir um sonho ou objetivo. Por isso, é preciso pensar em formas de utilizar o dinheiro com sabedoria para conquistar resultados bons.

Muitas pessoas ainda têm medo de ações mais flexíveis, temendo perder o pouco capital que acumularam. Outras acreditam que não teriam condições de investir porque isso requer grandes quantias financeiras.

Entretanto, o mercado mudou, e hoje em dia mesmo com um capital baixo você pode começar a trabalhar esse dinheiro e alcançar excelentes resultados.

O importante em um investimento de baixo custo é a constância. Se você investir um valor baixo apenas uma vez, não terá um retorno adequado. Porém, se optar por investir um valor mensalmente, pode acabar tendo um resultado bem expressivo depois de alguns anos.

Além disso, se você tiver identificado claramente seu dinheiro com uma avaliação de ativos e passivos, poderá começar a investir sem medo.

Como começo a investir o dinheiro?

O primeiro, e mais importante, passo para uma boa carteira de investimentos é começar. Para pessoas com valores mais baixos e com um perfil mais conservador de investimentos, o ideal é criar ferramentas que possibilitem um bom retorno.

Estabelecendo objetivos

Para manter o foco e não deixar o investimento de lado, é importante delimitar os motivos que estão o levando a investir. Pense em um objetivo de longo prazo, como uma viagem ou um bem material, como um carro ou um imóvel.

Talvez você queira deixar um fundo de reserva para ter tranquilidade na hora de pagar uma escola particular infantil para seu filho, o que pode te manter no foco durante o período do investimento.

Além disso, você pode estar buscando sua independência financeira, o que por si só já é um excelente formato de investir. É importante pensar no quanto você quer ter no futuro, para que este objetivo seja concluído.

Isso dará uma base de investimento e do tempo que você precisará para conseguir alcançar. Delimitar um objetivo a longo prazo é o ideal, pois quanto mais tempo o dinheiro passa investido, melhor é o resultado.

Até mesmo uma festa, como a contratação de um buffet de aniversário infantil precisa de planejamento, e você pode investir com esse pensamento.

Mas você pode criar também objetivos de curto e médio prazo para identificar as melhores opções de investimento para você.

Quanto investir?

É preciso ter inteligência financeira quando lidamos com dinheiro. Poupar é muito importante, mas deve ser feito de uma forma que não prejudique outros setores de sua casa.

Por isso, identifique quanto sobra do dinheiro que você recebe após o pagamento de todas as contas e outros dividendos de sua casa. Esse valor é o sobressalente, que poderá ser dividido entre opções de lazer e investimentos.

Não se esqueça de atividades do dia a dia, como o banho e tosa delivery semanal de seu pet ou uma saída com os filhos para ir ao shopping. Todos os valores devem ser levados em conta.

Ao se estruturar financeiramente, você consegue identificar a margem de investimentos que terá, o que ajuda a escolher qual o tipo de investimento que será feito e por quanto tempo você utilizará essa porcentagem.

O ideal é manter o ritmo o máximo de tempo que você puder. Claro que em um caso emergencial, é possível pular um ou dois meses do investimento, mas evite tirar a frequência, pois isso pode ser prejudicial e pode te desestimular a seguir com o projeto.

Seu investimento deve funcionar como um relógio de ponto digital com comprovante, ou seja, com persistência e consistência, sendo feito dia após dia.

Da mesma forma, se você receber um valor inesperado, pode optar por utilizá-lo para aumentar seu investimento, diminuindo o tempo ou aumentando a possibilidade de recursos que serão entregues ao final do investimento.

Conheça seu perfil de investidor

As pessoas são muito diferentes umas das outras. Por isso, é comum que cada um tenha seu próprio jeito de investir e de explorar financeiramente seu capital. Por isso, especialistas no mercado criaram uma forma de identificar os tipos de investidor existentes.

O agressivo, também conhecido como arrojado, é o investidor que não tem medo de entrar em situações mais arriscadas, desde que o retorno seja melhor. É o caso dos acionistas em bolsas de valores e outros meios mais flexíveis.

Nestes casos, normalmente a pessoa já possui um bom fundo de emergência e não sentirá o peso de perder um investimento de forma tão bruta.

Esse modelo não é recomendado para iniciantes, uma vez que é preciso muito estudo e conhecimento de mercado para conseguir trabalhar dessa forma.

Já o moderado consegue se dividir entre alguns investimentos mais arriscados, mas mantendo sempre a maior parte de seu dinheiro em investimentos de baixo risco, com um retorno estável e seguro.

Caso você queira começar um novo hobby, como aula de guitarra para iniciantes, pode deixar parte de seu capital separado para essa atividade, enquanto investe os outros valores em aplicações mais seguras.

Muitas pessoas acabam ficando neste estágio, em grande parte por medo de perder todo o valor investido em um mau negócio. Por isso, aqueles que optam por experimentar táticas mais voláteis acabam deixando um bom recurso de garantia.

Os conservadores são aqueles que utilizam todos os seus recursos em investimentos estáveis e seguros.

Embora tenham um valor de retorno menor, a maioria deles tem um risco muito baixo, a ponto de instituições de crédito garantirem o retorno, mesmo que pequeno.

Neste caso, o ideal é fazer pequenos investimentos mensais para aumentar os valores guardados, deixando os juros dos investimentos gerarem resultados.

Onde é melhor começar?

Embora existam locais onde você consiga iniciar sozinho uma fonte de investimentos, o caminho mais adequado ainda é o de encontrar uma agência de corretagem de ações. Lá, existirá um profissional pronto para orientar em todas as etapas do investimento.

Assim, você poderá ficar mais tranquilo e acompanhar em tempo real todas as movimentações realizadas com seu dinheiro. A maioria das agências, assim como bancos que oferecem esse tipo de serviço, tem mecanismos de acompanhamento simples.

Não basta ter um carimbo empresa para configurar uma boa agência de corretagem, também é preciso verificar resultados, uma vez que lida com seu dinheiro diretamente.

Com um smartphone na mão, você poderá explorar todas as opções de investimento e como seus rendimentos estão indo, além de ter um acesso direto para comunicação com a empresa, tirando dúvidas e questionamentos que possam se apresentar.

Quais os melhores meios de investir com segurança?

Dentre as opções mais seguras de investimento, é possível destacar alguns formatos, deixando a seu critério de escolha qual é mais vantajoso. Isso depende de uma série de fatores, por exemplo:

Liquidez;

Capacidade de retirada;

Movimentação do valor;

Planejamento financeiro;

Entre outros.

Você pode, por exemplo, alugar uma sala comercial pequena para investir, mas deve ficar atento às variações de mercado e sempre acompanhando seu dinheiro, para ver se está no caminho certo.

Ademais, é importante verificar o local onde você pretende fazer o investimento. Independentemente do modelo, procure um estabelecimento que tenha confiança e idoneidade, uma vez que a ideia é conquistar cada vez mais resultados com seu dinheiro.

1. CDB

O CDB, sigla para Certificados de Depósitos Bancários, funciona como uma espécie de empréstimo que você faz ao banco, recebendo a rentabilidade desse valor.

Normalmente a liquidez do CDB é diária, então quanto mais tempo você deixar o dinheiro lá, mais vai ter retorno financeiro.

A garantia do CDB é a mesma da poupança, o que gera uma confiança maior de retorno de investimento, além de não ter limite de aporte. Você pode colocar a quantia que quiser, e o valor irá render de acordo com o tempo de uso da ferramenta

2. Títulos Públicos

O investimento em títulos públicos, normalmente representado pelo investimento no tesouro direto, é uma das formas mais seguras de aplicar seu dinheiro. Isso porque os títulos são parte do governo, que garante a segurança para toda a operação.

Existem diversos títulos que podem servir como base para a aplicação, cada um com seu próprio prazo. Por isso, é fundamental escolher muito bem qual será a forma de utilizar essa ferramenta.

Para conseguir iniciar uma aplicação dessas, é preciso entrar em contato com uma corretora de valores. Lá, um profissional poderá compreender suas necessidades e a possibilidade de investir mais adequadamente para encontrar o título certo.

3. LCI

As Letras de Crédito Imobiliário são títulos emitidos por bancos para financiar suas atividades, especialmente nos campos imobiliário e da construção civil.

A principal diferença deste método para os anteriores é a possibilidade de isenção de impostos na aplicação, embora seja um investimento que precisa de um tempo maior para funcionar.

Se você não pretende mexer no dinheiro investido durante um tempo, acaba sendo uma opção ideal para utilizar seu valor.

Considerações finais

Utilizar seu dinheiro de forma segura e saudável é fundamental para conseguir bons resultados financeiros e concluir sonhos e projetos.

Por isso, não deixe o dinheiro embaixo do colchão, invista para conquistar seus objetivos o quanto antes.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente