Existem muitos motivos para morar perto do mar. Afinal, não é à toa que mais de um quarto da população nacional vive no litoral do país. No entanto, muitas pessoas ficam com dúvidas sobre se mudar para uma cidade litorânea, mesmo que morram de vontade de fazer isso há muito tempo. Será que não é arriscado? Existem bons empregos por lá? E a qualidade de vida, como fica?

Esses medos, por mais que façam sentido, costumam ser infundados. Afinal, morar perto do mar é uma excelente fonte de qualidade de vida. Além disso, não são todas as cidades do litoral que dependem exclusivamente do turismo, mas sim que podem ter uma atividade econômica intensa e muitos empregos. Florianópolis é um exemplo disso, sendo uma das cidades com maior empregabilidade no Brasil atualmente.

Se você ainda está com dúvidas, veja a seguir alguns dos principais motivos para morar perto do mar!

5 motivos para morar perto do mar

1. Faz bem para a saúde

somos o país mais ansioso do planeta traz uma série de benefícios para a saúde. É por isso, inclusive, que muita gente acaba se mudando para o litoral por recomendação médica, por exemplo.

Para começar, o ar salgado do litoral traz melhorias ao sistema respiratório, especialmente para quem sofre de asma e bronquite. Alguns estudos já mostraram que pessoas com essas doenças apresentaram redução de sintomas ao morar perto do mar, o que comprova que o sistema respiratório funciona melhor nessas condições. Além disso, o ar oceânico também conta com íons de hidrogênio, que são carregados com carga negativa. Esses íons ajudam o corpo a absorver mais oxigênio (possivelmente essa é a razão para a melhoria nos sintomas de asma e bronquite). Essa maior absorção de oxigênio também gera mais energia, menos depressão e um sono de melhor qualidade.

Para finalizar, vale mencionar que morar na praia é um estímulo maior para a prática de exercícios (desde caminhadas, corridas, surf, natação e outros) e também para tomar sol, o que colabora para o fortalecimento do sistema imunológico.

2. Qualidade de vida superior

Viver no litoral costuma significar uma qualidade de vida maior. A razão para isso é bem simples de se entender. Em primeiro lugar, as cidades praianas contam com menos gente, menos trânsito e menos correria. Os estímulos para desenvolver ansiedade e estresse são reduzidos.

Além disso, há inúmeros estímulos no litoral para uma vida mais saudável também. Por exemplo, a alimentação é baseada em vegetais e peixes, além de comida orgânica e fresca em vez de fast food e outros alimentos não saudáveis.

Isso sem falar que é muito mais gostoso praticar exercícios físicos na praia do que em uma academia fechada. Assim, fica muito mais fácil correr, andar de bicicleta e jogar futebol com os amigos.

3. Colabora para a saúde mental

Ter uma vida mais tranquila, em um ritmo mais leve, é muito positivo para a nossa saúde mental. No Brasil, a situação é crítica: somos o país mais ansioso do planeta, com 18,6 milhões de pessoas diagnosticadas com a doença.

No litoral, os contextos sociais são menos dispostos ao surgimento desse tipo de doença. Torna-se mais fácil tratar esses problemas por lá, especialmente porque a vida é estimulada a ser mais saudável, com a prática de exercícios, melhor alimentação, entre outros benefícios.

4. Mais contato com a natureza

A vida perto do mar permite que a pessoa passe a ter mais contato com a natureza. Afinal, o litoral tem a praia e o oceano, mas também costuma ter trilhas e espaços de mata intocada.

Veja, por exemplo, Florianópolis. Além da Ilha de Santa Catarina, a região ainda conta com várias ilhas menores. Morar lá é poder tirar um fim de semana para passear entre as muitas ilhas e apreciar a natureza em seu estado mais exuberante. Uma sugestão é a Ilha de Campeche, que aceita apenas 800 pessoas por dia, para preservar o lugar o máximo possível.

5. Valorização dos imóveis

Por fim, vale falar que os imóveis no litoral costumam se valorizar mais do que no interior do estado. Isso é fácil de entender: como são bastante procurados por turistas, os imóveis podem ser alugados por temporada, o que é uma atividade bem lucrativa.

Basta ver os resultados do Índice FipeZap: em Florianópolis, o preço dos imóveis teve uma valorização de 8,69% nos últimos 36 meses. Já em Brasília, o valor dos imóveis caiu 4,65% nesse mesmo período.

E aí, foi possível conferir que existem muitos motivos para morar perto do mar, não é mesmo? Podemos fazer uma recomendação: a cidade de Florianópolis tem uma das maiores qualidades de vida do país, além de alta empregabilidade e baixa criminalidade. É, portanto, uma das melhores cidades para morar. Por isso, vale a pena dar uma olhada em opções de imóveis no Ribeirão da Ilha e outros bairros e considerar a possibilidade de se mudar para a capital catarinense.

E aí, ficou com vontade de morar perto do mar? Comente abaixo!

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente