Vamos começar pelo Risco de Mercado em que o preço do ativo normalmente sofre flutuações, considere também oferta e demanda, taxa de juros e a administração do fundo. Essas condições fazem o preço das cotas valorizarem e desvalorizarem rapidamente.

Risco de liquidez. No momento em que você quiser recuperar seu investimento pode acontecer do mercado não estar comprador e suas cotas do Fundo não alcançarem o preço que você gostaria, assim como o imóvel físico, só que tendo o bem na mão sua possibilidade de levantar recursos é maior (dar o imóvel como garantia num emprestimo vendendo-o depois, alugando-o, etc...).

Risco de Concentração. No mercado aberto as cotas podem acabar concentradas na mão de um cotista que se tornará majoritário e aí as decisões e deliberações atenderão aos interesses do próprio frente a outros cotistas do fundo. Se um costista adquirir mais de 25% das cotas do fundo, segundo a legislação vigente perde-se a vantagem da isenção de IR afetando diretamente os resultados do seu investimento.

Risco da Chamada de Capital. Quando o fundo faz uma chamada de capital o cotista tem que realizar um aporte na mesma proporção da sua quantidade de cotas para não perder participação no capital do fundo e assim manter o recebimento de seus rendimentos estaveis no final do mês.

Risco de não se conseguir alugar os imóveis ou inadimplência devido ao momento economico, também afetará seus rendimentos.

Risco de Sinistro - Eventos naturais, incêndios e engenharia mal realizada principalmente.

Não devo passar por esse item sem citar exemplos, tais como o do Itaquerão, PalaceII e muitos outros e alguns que passam sem o noticiário da imprensa.

Desapropriação. É preciso ter experiência para vislumbrar que ali no futuro vai passar um viaduto. Precisa entender um pouco de logística sabe?

Jurídicos: Demora na concessão de Alvaras, multas pesadas por irregularidades que podem aparacer a qualquer momento para shoppings (como em São Paulo) afetam a rentabilidade das cotas.

Gestão e administração do fundo. Há um conflito entre o cotista e a administração do fundo. Por exemplo se a administração resolve cobrar taxa de administração ou a forma como os rendimentos são calculados ou o gestor resolve fazer nova captação para aumentar seus rendimentos com a taxa de administração.

Quem vai pagar essa bolha é você. Tenho certeza.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas

O que você achou? Comente