Os fantásticos seres estão em todos os lugares e são inspiração para o universo pop

Você certamente já se deparou, sobretudo nos últimos tempos, com algum produto relacionado aos mitológicos unicórnios. Blusas, pijamas, meias, canecas, mochilas e até pantufas entraram na onda dos coloridos seres.

Decerto, esses itens de desejo teen viraram tendência mundial, estando, cada vez mais, presentes na moda, decoração, beleza...

Os simpáticos animais viralizaram em posts de Facebook, Instagram, Twitter e YouTube, virando rapidamente febre entre crianças, adolescentes e até mesmo adultos. As criaturas fazem a cabeça de muita gente: os famosos cabelos roxos, rosas, azuis e multicoloridos são reflexos diretos dessa moda.

Seja em tranças e mechas de cabelo, na cor da unha, na decoração do quarto ou nas mais variadas peças de roupa, os místicos cavalos estão sempre rodeados de fantasias, mitos e graças, responsáveis por mexer com o imaginário humano desde muitos séculos atrás.

O suposto animal, com forma natural de cavalo e chifre em espiral, geralmente descrito com a pelagem branca ou prata e detalhes com cores do arco-íris, é associada à força e à pureza. Segundo lendas mitológicas, os unicórnios são animais dóceis, que podem ser tocados e acariciados apenas por mulheres virgens.

A origem do mito

Sendo um ser mitológico, diversas culturas, sobretudo as mais antigas, designam diversos significados a ele, como sorte, pureza, imaginação e proteção.

Os chineses, por exemplo, o denominam como Ki Lin — expressão equivalente ao Ying Yang—, que representa o equilíbrio entre bem e mal, além de sugerir cura, liberdade e esperança.

Originária do Oriente, a lenda foi trazida para a Europa durante a Idade Média por intermédio de mercadores. Foi incorporada, assim, ao imaginário medieval, sendo utilizada para ilustrar conceitos do cristianismo.

Com pelagem branca ou prateada, chifre liso ou espiral, casco dividido e barbicha de bode, o cavalo apresentava temperamento dócil, passando a maior parte do dia pastando tranquilamente, sem causar males a nenhum ser.

Seus chifres, bem como os abundantes pelos, possuíam propriedades curativas, o que os tornava produto de ambição para caçadores. Entretanto, por causa de vigorosa velocidade e potência, sua captura era praticamente impossível.

Havia, porém, um meio de caçá-lo: com o auxílio de uma virgem. O motivo era que os unicórnios sentiam-se atraídos por uma criatura tão pura como ele. Dessa maneira, o ser tornava-se uma presa fácil.

A origem da tendência

O movimento “pró-unicórnio” surgiu por meio de blogs e redes sociais, sobretudo nos Estados Unidos. Em meados de 2011, o movimento Seapunk ganhou forças graças a reprodução online, iniciada por perfis do Tumblr.

A prática é responsável por unir a estética do punk com algumas referências do mundo marinho (tubarões, golfinhos, estrelas-do-mar, sereias e afins). As montagens, infundidas em memes, viraram peças de roupas, fomentando a reprodução do estilo.

Ao ganhar certa notoriedade, diversos elementos foram incorporados ao estilo, um deles, é claro, o unicórnio, foi aí que esse lifestyle bombou. Calça jeans rasgada, óculos redondos, tie dye e cabelo colorido eram ingredientes fundamentais.

A mudança realmente ocorreu, junto com fama mundial, quando Lady Gaga, Miley Cyrus e Azealia Banks — entre muitas outras divas pop — apareceram nas mídias com looks totalmente inspirados no Seapunk, já portando os queridinhos unicórnios.

Músicas, shows e clipes passaram a contar com a ilustre presença do mitológico animal, que rapidamente passou a ser referência para o universo teen.

A paixão entre a moda e os unicórnios

Como apontado anteriormente, o animal mitológico é extremamente querido pelo público infantil há muito tempo, devido às características lúdicas, atraentes e vívidas.

Atualmente, porém, os unicórnios ganharam espaço em desfiles de moda, nos looks de celebridades, na tintura de cabelos, nos esmaltes, cases de celular, decoração de casa... Enfim, esses fantásticos seres tomaram conta das tendências.

O mercado logo os incorporou aos mais diferentes negócios. Grifes reconhecidas mundialmente, como Dolce & Gabbana e Alexander McQueen, apresentaram coleções repletas de vestuários e acessórios cintilantes, multicoloridos e excêntricos.

Christian Louboutin, famoso shoemaker entre as celebridades, entrou na moda com suas botas produzidas com "pele de unicórnio". O item é inteiramente coberto por paetês metálicos que reproduzem o efeito arco-íris.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente