Saiba os benefícios dessas peças indispensáveis no guarda-roupa feminino

Uma grande companheira da maioria das mulheres é a bolsa. Nela você pode encontrar carteira, maquiagem, agenda, celular, calculadora, caneta, bloco de anotações, remédios, enfim, uma infinidade de coisas. No fundo, tudo isso é sinal de precaução para se manter bem em qualquer situação.

Se a bolsa é a queridinha do sexo feminino, a mochila tem ganhado cada vez mais espaço com esse público. Mas afinal de contas, o que é melhor? Uma bolsa clássica ou uma mochila feminina com detalhes fashion? A resposta é: depende.

De acordo com seu estilo, com as suas atividades e até mesmo com a ocasião, valerá a pena investir em uma bolsa ou em uma mochila. Veja como balancear e achar o momento ideal para usar essas duas peças queridinhas da mulherada.

Bolsa, para que te quero?

Se tem uma peça que atende a todos os gostos e estilos é a tal da bolsa. Pequena, média ou grande, de couro, vinil, palha, jeans ou crochê, quadrada, retangular ou redonda, macia ou dura, para o trabalho, para o cinema ou para festa... Existe uma infinidade de modelos para atender a cada momento.

Ela já faz parte do guarda-roupa feminino há muito tempo e nem por isso deixa de se reinventar a cada ano que passa. Os formatos vão sendo redesenhados e modelos que antes eram considerados fora de moda voltam a se popularizar.

Além disso, carregar uma bolsa traz uma certa sensação de levar consigo tudo aquilo que é importante naquele momento. Se no trabalho a necessaire com sua maquiagem, remédios e caneta é indispensável, por exemplo, numa balada você não pode deixar de levar um chiclete e um batom. E por aí vai.

O mais legal da bolsa é a variedade de modelos existentes atendendo a diferentes gostos e ocasiões sem perder o estilo.

Mochila

Quando se pensa em mochila, a ideia que vem à cabeça é aquele modelo usado pela garotada para ir à escola, não é mesmo? Bem, se você pensa assim é porque não sabe o quanto esse objeto tem sido renovado em estilo e material.

Se antes a mochila era uma peça exclusiva dos estudantes, hoje ela se universalizou e se faz muito mais presente na vida das mulheres. Isso porque a indústria da moda tem reinventado as mochilas de forma a trazer um ar mais fashion à peça, sem perder a funcionalidade de carregar coisas.

Por um lado, existem modelos mais simples, de lona e materiais semelhantes, usados principalmente no colégio para carregar livros, estojos e cadernos. Por outro, há modelos feitos de couro, plástico e jeans, coloridos e estampados, que dão um ar jovial a qualquer mulher.

Quando usar bolsa? Quando usar mochila?

As bolsas podem ser usadas a qualquer momento porque atendem aos mais diversos estilos e ocasiões, enquanto as mochilas são mais restritas a alguns ambientes.

Por exemplo, numa festa, uma bolsa estilo carteira é indispensável para carregar seu batom, a chave de casa e seu celular. Já numa ida à praia, uma bolsa de palha é super bem-vinda e dá um super astral ao seu look.

No trabalho, bolsas médias e até grandes podem ser usadas, permitindo que toda a bagagem essencial do dia a dia seja levada com você. Nesse sentido, as mochilas também dão conta do recado, carregando tudo que você precisa e, ainda por cima, distribuindo o peso de forma mais igualitária nos seus dois ombros.

Aliás, esse é outro benefício da mochila: distribuir entre os dois ombros o peso dos objetos carregados. Se você vai caminhar por muito tempo até chegar em casa, por exemplo, a mochila é uma escolha mais saudável para suas costas, com toda certeza.

Outro detalhe que deve ser levado em conta na hora de escolher entre uma bolsa e uma mochila é o estilo de quem vai usá-la. Cada uma acaba refletindo um pouco da personalidade da mulher.

A mochila tem uma pegada mais descolada e irreverente, possibilitando à sua dona levar mais materiais com maior conforto nos ombros. A bolsa, por sua vez, dá um ar mais clássico e sofisticado ao look.

Por isso, vale a pena analisar qual é o seu gosto, estilo e ocasião na hora de escolher o acessório.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas