O diretor-presidente da Companhia Docas do Rio de Janeiro, Francisco Antonio de Magalhães Laranjeira, reuniu-se nesta quarta-feira (05) com a Autoridade Marítima, Praticagem, representantes dos Terminais de Contêineres, Professores da Universidade de São Paulo – USP e empregados da CDRJ.

O grupo de trabalho, formado a partir de uma reunião na Capitania dos Portos, busca discutir projetos para melhoria da acessibilidade no Porto do Rio de Janeiro, a fim de prover maior segurança e eficiência à navegação nos canais de Cotunduba e da Barra Grande, principalmente no período noturno, tendo como referência as condicionantes operacionais do porto pós-obras de dragagem em 2018.

Durante a reunião, o Gestor de VTMIS do Porto do Rio de Janeiro, Marcelo Santiago Villas-Boas, fez a exposição de projetos para melhorias dos canais de acesso. Foram apresentadas propostas de balizamento para o Canal de Cotunduba; implantação de boias articuladas semissubmersíveis; a criação de um canal de acesso na Barra Grande e sinalização náutica virtual e presencial para os canais do Porto do Rio de Janeiro.

O encontro contou com a presença de 23 pessoas, entre elas, o Capitão dos Portos do Rio de Janeiro, o CMG André Luiz de Andrade Felix, o Presidente da Praticagem do RJ – Marcello Rodrigues Camarinha e o ex-diretor de Hidrografia e Navegação (DHN), Vice-Almirante Paulo Cesar Dias de Lima.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas