Dos 220 mil m² de área terrestre, o Porto de Porto Velho divulgou a disponibilização de 110 mil m² de áreas nobres e estratégicas que permitem a operacionalização de diversos tipos de produtos, que podem ser utilizadas por contratos de uso temporário ou arrendamento. A informação foi dada na manhã desta quinta-feira, 24 durante a sétima edição da Rondônia Rural Show.

O diretor presidente da Sociedade de Portos e Hidrovias do Estado de Rondônia (SOPH), Leudo Buriti, reforçou a importância da estrutura disponível para empresários. “O Porto de Porto Velho tem toda a estrutura necessária para escoar qualquer tipo de carga. Além dos maquinários e equipamentos avançados, há oportunidades para instalação de armazéns secos, silos, armazéns refrigerados para estocagem de carne, além de pátios para contêineres”, esclareceu.

Dentro do poligonal portuário há ainda a disponibilização de um recinto alfandegado que permite o desembaraço aduaneiro para embarque e desembarque, assim como um posto da Receita Federal e da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) com intuito de otimizar o atendimento e liberação das cargas.

Atualmente, a capacidade de operação do Porto é de até 5 milhões de toneladas dos mais variados produtos como: soja, açúcar, café, arroz, cacau, milho além das carnes bovinas e de aves.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas