Mercedes lança edição comemorativa à Sprinter no Brasil

Durante a 21ª edição da Fenatran – Salão Internacional do Transporte Rodoviário de Cargas –, que a...

Leia Mais

Bacias sedimentares marítimas serão licitadas

Sete companhias, entre as quais duas de origem estrangeiras, tiveram os nomes aprovados pela Comis...

Leia Mais
 
radar global home.fw

 

Homem rouba carro, escala portêiner em Los Angeles e se mata sob olhares da SWAT

Homem rouba carro, escala portêiner em Los Angeles e se mata sob olhares da SWAT

More details

Caros leitores,
Neste artigo, vamos prosseguir a série sobre a navegação fluvial na Inglaterra abordando suas embarcações.

***************************************

As embarcações dos canais ingleses foram limitadas pelas dimensões das eclusas de Trent and Mersey e ficaram com a denominação de narrowboats, embarcações estreitas, as quais tinham a capacidade de transporte limitada a 30 toneladas, e a dimensões de 7 pés de largura por 56 pés de comprimento. 

Outras embarcações mais largas também navegaramm pelos canais ingleses, dimensionadas pelas eclusas do Canal Bridgewater (56 pés  comprimento, 22,1 m, com 15 pés de largura, 4,6 m) permitiam uma navegação com embarcações largas com até 70 toneladas.

Foto: Victor Thives dos Santos

A narrowboat, embarcação estreita e a eclusa para embarcações largas

A decisão de construir canais estreitos tornou a rede não competitiva para o transporte de carga e pelos meados do século 20 já não era possível ter um frete econômico para transportar apenas 30 toneladas por embarcação. Por essa condição fundamental a participação da navegação fluvial foi diminuindo sendo hoje simbólica em todo o Reino Unido, 0,1 %.

Referência  bibliográfica
http://www.britishwaterways.co.uk/

http://canalrivertrust.org.uk/canals-and-rivers

http://epp.eurostat.ec.europa.eu/

Vídeo em destaque