Brasil deve aumentar exportação de frutas

O Brasil é o terceiro maior produtor mundial de frutas, mas o país exporta apenas 2,5% do que prod...

Leia Mais

Estrangeiras são maioria nas próximas rodadas de pré-sal

A 2ª e 3ª Rodadas do Pré-sal estão marcadas para o dia 27 com um total de 16 empresas habilitadas...

Leia Mais
PL avança na Câmara e pode reduzir valor de pedágio em várias rodovias federais

PL avança na Câmara e pode reduzir valor de pedágio em várias rodovias federais

More details

Caros leitores,
Neste artigo, vamos prosseguir a série sobre a navegação fluvial na Inglaterra abordando suas embarcações.

***************************************

As embarcações dos canais ingleses foram limitadas pelas dimensões das eclusas de Trent and Mersey e ficaram com a denominação de narrowboats, embarcações estreitas, as quais tinham a capacidade de transporte limitada a 30 toneladas, e a dimensões de 7 pés de largura por 56 pés de comprimento. 

Outras embarcações mais largas também navegaramm pelos canais ingleses, dimensionadas pelas eclusas do Canal Bridgewater (56 pés  comprimento, 22,1 m, com 15 pés de largura, 4,6 m) permitiam uma navegação com embarcações largas com até 70 toneladas.

Foto: Victor Thives dos Santos

A narrowboat, embarcação estreita e a eclusa para embarcações largas

A decisão de construir canais estreitos tornou a rede não competitiva para o transporte de carga e pelos meados do século 20 já não era possível ter um frete econômico para transportar apenas 30 toneladas por embarcação. Por essa condição fundamental a participação da navegação fluvial foi diminuindo sendo hoje simbólica em todo o Reino Unido, 0,1 %.

Referência  bibliográfica
http://www.britishwaterways.co.uk/

http://canalrivertrust.org.uk/canals-and-rivers

http://epp.eurostat.ec.europa.eu/

Vídeo em destaque