A equipe regional de Assuntos Econômicos composta por sete embaixadas do Reino dos Países Baixos na América Latina organizou o webinar "Portos digitais: digitalização no âmbito do porto" no último dia 11 de junho. Os participantes da atividade destacaram boas práticas no uso de ferramentas como a Janela Única e outras plataformas de dados, além de ressaltarem o papel da Alfândega nos processos de digitalização dos portos.

Moderado pelo enviado regional para Assuntos Econômicos, Marc Hauwert, o evento contou com a presença de 250 participantes entre autoridades, executivos, pesquisadores, empresários e outros representantes do setor marítimo da América Latina e da Holanda. Em sua apresentação, Raoul Tan, do Departamento de Soluções Digitais do Porto de Roterdã, enfatizou que a digitalização é a chave para a conectividade dos portos. Nesse contexto, ele apresentou o "Pronto", um aplicativo desenvolvido pelo Porto de Roterdã que usa técnicas de auto-aprendizado e inteligência artificial para antecipar a hora prevista de chegada dos navios e otimizar suas conexões.

roterda pronto

O apresentador do webinar, Robbert Appeldoorn, adido aduaneiro da Embaixada do Reino dos Países Baixos no Brasil, enfatizou que "para facilitar o comércio é necessário se adaptar constantemente". A autoridade holandesa se referiu aos métodos utilizados pela Alfândega anos atrás, caracterizada pelo uso de selos e papel. Diante desse cenário, Appeldoorn decidiu digitalizar o sistema, processo acelerado pela globalização e pela conteinerização. "A contribuição das empresas é essencial para a Autoridade, porque as empresas são os principais usuários do software", comentou.

Atualmente, Appeldoorn aplica 20% de seu orçamento no segmento de Tecnologia da Informação (TI), valorizando a importância de continuar desenvolvendo procedimentos e se adaptando aos "novos tempos". "O coronavírus não significa necessariamente um passo atrás, o comércio voltará a crescer e temos que continuar nos preparando para o futuro. 'Digital By Design' é mais importante do que nunca", enfatizou.

As informações foram publicadas originalmente no idioma espanhol pelo portal Mundo Marítimo.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente