Muito ouvimos de operadores logísticos, que o objetivo da terceirização das atividades de logística e transportes é que a empresa possa ficar concentrada apenas em tarefas essencialmente ligadas a atividade fim ao negócio em que atua. Na verdade, isso é apenas uns dos benefícios da terceirização. A atividade fim de qualquer empresa é o lucro, pois sem este não existe empresa. Para tanto não basta apenas terceirizar, se essa terceirização não gerar redução de custos e/ou agregar valor ao produto da empresa contratante.

Algumas vantagens da terceirização:

Gera a desburocratização, simplificando as atividades logísticas;
Alivia a estrutura organizacional;
Melhora a qualidade dos serviços, como tempo de entrega, redução de avarias, segurança da carga;
Gera a economia de recursos: Humanos, materiais, econômicos e financeiros.
A terceirização vem a ser um casamento entre a empresa fornecedora
do serviço e a empresa que a contrata, sendo que esta união só irá se
concretizar se ambos entenderem que as duas empresas precisam de lucro e que o objetivo principal é o de atender e satisfazer o cliente final. De nada adianta concretizar um negócio por um “preço recorde” em que o prestador não consiga contemplar todos os custos, inclusive os financeiros, e ter lucro. Sem isso ele não conseguirá sobreviver, tão pouco investir na manutenção de uma operação de excelência.

Para que haja a terceirização deve ser prestado um serviço no mínimo igual, ou melhor, do que a empresa executa internamente, a um preço justo. Deve ser exigido da terceirização rapidez, qualidade, e execução em um tempo satisfatório. O fornecedor de serviços não pode ter no seu cliente sua única fonte de renda, sendo assim as partes deve se comportar como de fossem sócios. Para que isso tudo aconteça, cabe ao contratante estabelecer alguns pré-requisitos que lhe permitem optar pela melhor empresa especializada, contratada de acordo com suas necessidades: como capacidade de absorver as atividades a serem terceirizadas, lista de clientes e tipos de trabalho desenvolvidos, número de funcionários e técnicos habilitados para a prestação de serviços, capacidade empreendedora, uso de tecnologia e busca de aprimoramento. Com relação às atividades terceirizadas: treinamento e desenvolvimento do seu pessoal e política de treinamento de funcionários do contratante, metodologia de trabalho com ênfase na transferência de tecnologia se for o caso, processos e programas de qualidade e produtividade empregados em atividades assemelhadas a serem controladas, flexibilidade e agilidade do prestador de serviços em se adaptar as condições do cliente, responsabilidades no cumprimento de prazos, números de funcionários alocados, equipamento e materiais envolvidos.

Fonte: ogerente

Leia Mais: terceirizacao-transferencia-de-estoque

                 cadeia-logistica

                 como-reduzir-custos-logisticos

                  

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
O que você achou? Comente