Bens de pós-consumo são os produtos ou materiais constituintes cujo prazo de vida útil chegou ao fim, sendo assim considerados impróprios para o consumo primário, ou seja, não podem ser comercializados em canais tradicionais de vendas. No entanto, não quer dizer que não possam ser reaproveitados. Isso é possível graças à adoção da logística reversa e de seus canais de distribuição reversos (CDRs).

CDRs são as etapas envolvidas no retorno de produtos considerados bens de pós-consumo. Essas etapas formam o processo logístico no pós-consumo.

Para falar em pós-consumo é preciso antes falar em ciclo de vida ou vida útil deum produto. “A vida útil de um bem é entendida como o tempo decorrido desde asua produção original até o momento em que o primeiro possuidor se desembaraçadele” (LEITE, 2003, p. 34). Assim sendo, um produto ou material torna-se bem de pós-consumo quando sua vida útil é encerrada e, mesmo assim, ainda pode ser proveitado para algum fim específico.

O retorno desse bem de pós-consumo ao ciclo produtivo constitui a principal preocupação da logística reversa (LEITE, 2003). A descartabilidade de um produto é que dá início ao processo de logística reversa. “O foco de atuação da logística reversa envolve a reintrodução dos produtos ou materiais à cadeia de valor através do ciclo produtivo ou de negócios e, portanto, um produto só é descartado em último caso” (CHAVES e MARTINS, 2005, p. 3).

“Para a logística o conceito de ciclo de vida do produto vai a partir de sua concepção até o destino final dado a este produto, seja o descarte, reparo ou reaproveitamento” (TRIGUEIRO, 2003, p. 1).

“O processo de logística reversa gera materiais que retornam ao processo tradicional de suprimento, produção e distribuição” (BARBOSA et. al., 2005, p.3-4).

garrafas vazias
Imagem de Willfried Wende por Pixabay

Editorial Portogente
*Blockchain na logística reversa inteligente

Canais de distribuição reversos no pós-consumo

Pós-consumo refere-se aos produtos já adquiridos e descartados pelo consumidor.São produtos cuja vida útil chegou ao fim ou que foram jogados fora devido adefeitos ocorridos ao longo do tempo, cujo conserto é considerado inviável, oupor não se adequarem mais às conveniências do consumidor.

Os canais de distribuição reversos de pós-consumo constituem-se pelo fluxoreverso de produtos ou materiais constituintes que surgem no descarte dosprodutos depois de encerrada a vida útil e que retornam ao ciclo produtivo(LEITE, 2003). Esses canais podem ser de reciclagem ou de reuso.

 


A reciclagem tornou-se uma importante atividade econômica, devido ao seu impactoambiental e social, pois não beneficia somente a empresa que a adota, mas tambémuma parcela da população que enxerga nessa atividade a possibilidade de tirarseu sustento e obter alguma renda.

‘Reciclagem’ é o canal reverso de revalorização, em que os materiaisconstituintes dos produtos descartados são extraídos industrialmente,transformando-se em matérias-primas secundárias ou recicladas que serãoreincorporadas à fabricação de novos produtos (LEITE, 2003, p. 7).

O processo de reciclagem envolve várias etapas, como coleta de material ouproduto, seleção do item que será reaproveitado, preparação parareaproveitamento, processo industrial e conseqüente reintegração do materialreciclado ao processo produtivo, sob forma de matéria-prima.

• Canais reversos de reuso

Diz respeito à reutilização de produtos ou materiais classificados como bensduráveis, cuja vida útil estende-se por vários anos. “Nos casos em que aindaapresentam condições de utilização podem destinar-se ao mercado de segunda mão,sendo comercializados diversas vezes até atingir seu fim de vida útil” (LEITE,2003, p. 6).
O exemplo mais comum desse tipo de canal reverso é o comércio de automóveisusados, que representa uma grande parcela do comércio de automóveis. SegundoLeite (2003), esses canais definem-se como aqueles onde há a extensão do uso deum produto de pós-consumo, mantendo-se a mesma função que desempenhava.

 

O processo de desmanche é típico de bens de pós-consumo duráveis, geralmente veículos e máquinas de diversos tipos. Trata-se de uma atividade rentável e muito explorada, principalmente por pequenos comerciantes.

Os canais de distribuição reversos são responsáveis pelo retorno de bens de pós-consumo ao ciclo produtivo, impedindo assim que haja acúmulos de materiais descartados em ambientes urbanos. De acordo com Leite (2003), produtos ou materiais de pós-consumo podem ocasionar grandes quantidades acumuladas,resultando em problemas ambientais, se não retornarem ao ciclo produtivo.

Leia mais sobre o assunto: Logística sustentável

 

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s