O aeroporto Tenente-Coronel-Aviador César Bombonato, de Uberlândia (Minas Gerais), vai expandir suas atividades. A inovação foi anunciada nesta quinta-feira (27/02) durante reunião para apresentação do projeto de expansão do aeroporto do município, em que estiveram presente o superintendente local da Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), Sérgio Kennedy, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Paulo Romes Junqueira, e o prefeito da cidade, Gilmar Machado.

O projeto vai garantir uma nova estrutura para o terminal de passageiros. A sala de embarque, por exemplo, que atualmente tem 270m², passará a ter 590m², e a de desembarque aumentará de 208 m² para 621,5m². Além da ampliação da pista -  que passará a ter capacidade para receber voos internacionais de aeronaves do tipo Boeing-767, serão construídos um terminal de logística de cargas para movimentação nacional e internacional e áreas de apoio operacional. Para isso, serão investidos cerca de R$ 500 milhões do Orçamento da União.

As mudanças vão garantir a criação de novos empregos, conforto para os passageiros, exportação de cargas e mais desenvolvimento econômico para o município e o país. Foi o que afirmou o prefeito Gilmar Machado. “Em parceria com o governo federal, conseguimos a realização de um sonho antigo. A expansão do nosso aeroporto. Esse dia vai marcar a história e a economia de Uberlândia”, disse.

O aeroporto intermodal é aquele que oferece mais de uma modalidade de transporte de cargas. E a proposta é que o de Uberlândia seja o primeiro do país, pois a cidade oferece três importantes modais. Além do aeroporto, Uberlândia conta com ferrovias e rodovias que ligam a região a todos os grandes centros do país. “As características da região foram fundamentais para a escolha de Uberlândia. Vamos buscar a integração desses modais, o que com certeza será de grande benefício para a cidade e o país", disse o superintendente local da Infraero, Sérgio Kennedy.

O aeroporto fica localizado em uma região estratégica. A cabeceira da pista fica a poucos metros de linha ferroviária da FEPASA - Ferrovia Paulista S/A , que tem ligação até o porto de Santos. E também do entroncamento das  BRs 050 e 365. Estão próximas ainda outras rodovias, como a  BR 452 e a BR 153, que dão acesso aos principais pontos de produção de alimentos e distribuição de produtos do país e ao Mercosul.

O município e a Infraero estão se organizando para começar a implantação do projeto de expansão até 2017. A primeira fase de intervenções tem previsão para ser concluída já em 2019. A Infraero executou junto ao Governo do Estado, por meio da Supram (Superintendente de Meio Ambiente), a ordem de serviço solicitando o estudo do EIA-Rima para avaliação do impacto ambiental que garantirá o início das obras. Toda a expansão tem previsão de conclusão para 2022.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente