publicado originalmente no site Pini Web

O Governo do Estado de São Paulo anunciou na última segunda-feira (4) que foram iniciadas as atividades do segundo Shields TBM (Tunnel Boring Machines), conhecido como "megatatuzão", na Linha 5-Lilás do Metrô. Com 720 toneladas, o equipamento está fazendo a escavação no poço Conde de Itu, em Santo Amaro, onde será a futura estação Adolfo Pinheiro. Esta é a primeira vez na história em que duas tuneladoras trabalham ao mesmo tempo em uma mesma linha.

Foto: Diogo Moreira/Governo de São Paulo

É a primeira vez que duas tuneladoras trabalham ao mesmo tempo em uma mesma linha

O outro megatatuzão, que já foi utilizado na perfuração dos túneis da Linha 4-Amarela, tem 75 metros de comprimento e pesa 1.500 toneladas. Agora, juntos, os equipamentos perfurarão de 24 a 30 metros por dia.

A tecnologia funciona em cinco etapas. Primeiramente, a roda de corte gira em torno de quatro vezes por minuto removendo até 4,3 mil toneladas de terra por dia. Após esta etapa, na câmara de trabalho, o material escavado é submetido a uma força que equilibra a pressão do solo à frente da roda de corte. A terceira etapa consiste na retirada da terra por um enorme parafuso e depois por uma esteira. Já na quarta etapa, as placas de concreto chegam à frente por meio de trilhos e são erguidas pelo guincho que monta anéis de sustentação, que também apoiam o movimento dos cilindros. Por fim, 20 pares de cilindros hidráulicos empurram a máquina para frente, 1,5 metro de cada vez.

A Linha 5-Lilás do Metrô de São Paulo terá mais 11,5 km de extensão e 11 estações: Adolfo Pinheiro, Alto da Boa Vista, Borba Gato, Brooklin, Campo Belo, Eucaliptos, Moema, AACD-Servidor, Hospital São Paulo, Santa Cruz e Chácara Klabin. Quando concluída, a linha deverá transportar mais de 780 mil pessoas por dia.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente