Depois do Porto de Leixões, em Portugal, primeiro a ser visitado pela Comissão Estadual de Segurança Pública nos Portos, Terminais e Vias Navegáveis – Cesportos de Santa Catarina, as visitas ocorreram nos portos de Valência, na Espanha e Le Havre, na França.  O objetivo da missão é em prol da segurança portuária.

 

A comitiva visitou a central de segurança dos dois portos. Em Valência foram observados dados interessantes como o controle de acesso aos armazéns, de intrusão da área restrita, monitoramento do fornecimento de energia e de água, de incidente de poluição ambiental, tudo através dos sistemas de alarme, que uma vez acionado exige um procedimento de resposta, semelhante ao que ocorre nos portos e terminais brasileiros, porém todo informatizado e mais abrangente.

 

A comitiva também pode perceber que em Valência as auditorias dos Planos de Segurança são realizadas pela Autoridade Portuária, enquanto que no Brasil as auditorias externas são realizadas pelas Cesportos e Conportos, e as auditorias internas pelo próprio terminal. Dentro desse cenário, o terminal Teporti Itajaí, por exemplo, entregou o relatório de auditoria interna e treinamento de ISPS code através da MD Consultoria. “É importante que os terminais mantenham o pessoal de segurança treinado e essas auditorias permitem a aferição do nível de capacitação dos operadores de segurança portuária, dos procedimentos e equipamentos utilizados na segurança dos terminais”, concluiu Reinaldo Duarte, coordenador da Cesportos.

 

A Autoridade Portuária de Valência (APV) é responsável por três portos: Valência, Segunto e Gandia. O porto de Valência é o quinto maior em trafégo de contêineres e o primeiro do mediterrâneo. Sua proximidade com a capital espanhola e as boas opções de conexões rodoviárias e ferroviárias (autoestrada livre de pedágio para Madrid) são algumas portas para torná-lo um porto mais vantajoso para a Capital Espanhola. Também é um dos principais centros para as outras regiões do país como Castile La Macha, Aragon, Múrcia e Andaluzia.

 

Já o Porto de Le Havre que faz parte do grupo formado pelos portos de Roeun e Paris: a Haropa, é um dos portos mais importantes da França. A sinergia formada por esses portos torna a Haropa a primeira em logística na França. São 160.000 empregos diretos e indiretos. Somente em Le Havre, em 2011, foram movimentados 2,2 milhões de TEU’s e 365.000 veículos (maior porto francês na movimentação desse tipo de carga).

 

Lá existe o Departamento de Segurança, que atua praticamente como polícia, portando armas, podendo efetur prisões e sendo a única no mundo que tem esse tipo de atuação. Ela foi criada no fim da segunda guerra mundial quando o Estado não teve condições de policiar o Porto de Le Havre.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

O que você achou? Comente