A falta de infraestrutura logística eficaz é a queixa maior do presidente da Câmara Interamericana de Associações Nacionais de Agências Marítimas (Cianam) e do Sindicato das Agências de Navegação Marítima do Estado do Espírito Santo (Sindamares), Waldemar Rocha Júnior. Ao Portogente, ele falou sobre os problemas comuns das agências marítimas nas três Américas, Latina, Central e do Norte, como a liberação de navios, alfândegas, migração, portos e infraestrutura.

 

O presidente do Sindamares cita o exemplo do Porto de Capuaba, em Vila Velha (Espírito Santo), onde as agências de navegação enfrentam dificuldades na chegada e saída de caminhões, o que requer uma urgente necessidade de se investir nesse segmento para dar mais agilidade à movimentação marítima.

 

Outro problema é com a responsabilidade do agente marítimo que, segundo Júnior, sofre um equívoco. “Ele [o agente marítimo] representa o armador, mas não pode ser responsabilizado por possíveis infrações do navio, como poluição ambiental. Há casos onde equívocos já estão sendo resolvidos com algumas autoridades. O problema acontece quando o navio vai embora e quem é chamado para prestar esclarecimentos é o agente marítimo. O autuado tem que ser o navio”.

 

Já sobre a cabotagem brasileira, o presidente do Sindamares disse que os problemas são inúmeros, para quem o modal quase não existe e o grande problema é a burocracia, “são muitos documentos para escala e para carga. O navio ainda é preso a burocracia”. Em contraponto, critica, para se colocar carga no caminhão é muito simples.

 

Um dos entraves também percebidos pelo setor é quanto à diferença no valor do combustível (bunker) para a navegação nacional e a internacional. Waldemar Rocha Júnior observa que o mercado de navegação nacional paga mais caro pelo combustível, porque o internacional tem benefícios como isenções de impostos para importação.

 

Composição

A Cianam é composta por Argentina, Brasil, Chile, Equador, EUA, México, Panamá, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s