Foto: Beto Barata/Agência Estado
O novo ministro da Secretaria de Portos (SEP), Leônidas Cristino (PSB), durante a cerimônia de transmissão do cargo, nesta segunda-feira (3), no auditório da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília, afirmou que só deixou a prefeitura de Sobral, no Ceará, em prol de uma missão maior. Ele reconheceu que o desequilíbrio da matriz de transportes prejudica a economia do País.

* A posse dos novos ministros e os fuxicos dos corredores
* Pedro Brito pede a novo ministro que encaminhe dragagem do Porto de Vitória
* Portuários cobram de novo ministro gestão profissional nos portos

“Apesar de todos os avanços e investimentos dos últimos anos, as más condições do setor, associadas ao desequilíbrio da matriz de transporte e condições inadequadas dos modais, gera elevado custo ao País, desperdiçando milhões de reais e impondo pesados entraves às exportações e graves limitações ao crescimento da economia”.

O breve discurso do ministro não trouxe grandes novidades e se resumiu a uma avaliação da importância do setor portuário para o crescimento do País. As promessas foram poucas e vagas. “Em nossa gestão, a atenção ao transporte marítimo será assegurada por uma política de grande envergadura. Uma política que acelere a criação de empregos e promova o crescimento sustentável, essencial para a dinamização e eficiência da economia geral”.

 Foto: Beto Barata/Agência Estado

Homens fortes do PSB reunidos na troca de ministros da SEP: governador
pernambucano Eduardo Campos, Leônidas Cristino, o ex-ministro Pedro
Brito e o governador cearense Cid Gomes

Para finalizar, o novo ministro prestou homenagens ao ex-presidente Lula e ao povo de Sobral. “No meu segundo mandato à frente da prefeitura de Sobral, eu me encontrava no auge das minhas mais sonhadas realizações. Somente a consciência de um momento histórico especial da vida brasileira, convite da presidente Dilma Roussef para servir o meu País e o endosso do meu partido convenceram-me a desvencilhar de um laço forte com a minha gente sobralense”.

Ao final do evento, Leônidas se recusou a atender a imprensa, que sequer pode se aproximar do novo ministro. Leônidas Cristino é engenheiro civil, foi deputado federal por duas vezes, secretário de transporte, energia, comunicações e obras do Ceará, secretário de obras de Sobral e prefeito de Sobral.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s