A última segunda-feira (7) prometia ser de definições no Ceará. Isso porque a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), finalmente divulgaria seu posicionamento sobre a instalação do Estaleiro Promar Ceará na capital do Estado. No entanto, o mistério sobre a decisão foi prolongado por mais alguns dias, pois a prefeita não compareceu à reunião

* Crise econômica não afeta a indústria naval brasileira
* Estaleiro Ceará vê melhor proposta para fazer navios da Transpetro

O corpo técnico da Administração Municipal ainda não tem data para se juntar e dar um desfecho a esse assunto. O Estaleiro Promar causa polêmica porque a prefeita Luizianne Lins e o governador Cid Gomes (PSB) divergem fortemente sobre o local de instalação do equipamento.

O Governo do Estado defendia a Praia do Titanzinho, enquanto a Prefeitura oferecia aos empresários interessados em abrir o negócio outras opções no litoral cearense. Além de um viés ambiental, a disputa ganhou contornos políticos e a única certeza é de que o Ceará pode até deixar de receber o estaleiro.


O governo estadual chegou a divulgar imagem do
projeto de construção do "estaleiro do Titanzinho"

Por isso a reunião desta segunda era tão aguardada pelo setor naval. Mas, segundo a assessoria de imprensa da Prefeitura de Fortaleza, uma decisão não tardará a ser divulgada. Os dirigentes do Estaleiro Promar pretendem investir R$ 250 milhões na fase inicial do projeto, que prevê a construção imediata de oito navios à Transpetro.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s