Transformação para uma cadeia de suprimentos inteligente requer pessoas com as habilidades e motivações certas para apoiar a mudança nas operações digitais.

A empresa Accenture, multinacional de consultoria de gestão, tecnologia da informação e outsourcing, publicou, recentemente, o estudo "Transformações bem-sucedidas de supply chain colocam as pessoas no centro". Novas tecnologias como inteligência artificial (IA), digital twins, a internet das coisas (IoT) e a nuvem estão mudando o perfil na área de supply chain.

Supply chain news

As empresas estão investindo ativamente nessas novas tecnologias para tornar o supply chain mais digital e inteligente, mas, ao mesmo tempo, precisam investir nos profissionais que vão operar e interagir com elas. Isso equivale dizer que são necessárias habilidades e suportes certos para trabalhar no supply chain digital realmente com o foco na inovação, na assertividade e agilidade nas ações e decisões.

Supply Chain
O termo significa cadeia de suprimentos, e está ligado a todos os processos pelos quais um produto passa.

Digital twin
A expressão em inglês significa “gêmeo digital” e significa uma representação virtual sincronizada com objetos, pessoas ou processos físicos.

As funções tradicionais passarão da execução de tarefas manuais ao monitoramento e gestão de máquinas e dados inteligentes. Grande parte das atividades diárias serão automatizadas e o trabalho exigirá mais inovação, criatividade, colaboração e liderança. Para tanto, as empresas precisam tomar decisões acertadas, priorizando os profissionais, e não somente a aquisição ou criação de novas tecnologias. Nesse sentido, o estudo da Accenture indica três maneiras para que as pessoas sejam realmente priorizadas nas transformações digitais.

Desenvolver novas habilidades, em escala, utilizando a inteligência artificial e analytics [análise computacional sistemática de dados ou estatísticas] é uma delas. As empresas usam ferramentas digitais avançadas para desenvolver novas habilidades, tanto dentro quanto entre os setores. Muitas utilizam IA para combinar habilidades semelhantes entre funções antigas e novas. Com isso, permitem a qualificação responsável em toda a cadeia de abastecimento. Além disso, usam análises preditivas de talentos para tomar decisões baseadas em dados.

A segunda indicação da Accenture é promover as habilidades tradicionais que ainda são valiosas para a organização. Ou seja, as corporações reconhecem que, na corrida para equipar os trabalhadores com novas aptidões, também precisam investir em competências e funções tradicionais que ainda têm um lugar-chave nos negócios.

E, por fim, as empresas devem envolver as pessoas nas iniciativas desde o início. Isso acontece quando elas criam equipes para fornecer informações sobre a implementação das ferramentas e o design das novas formas de trabalho. Ao mesmo tempo, garantem aos integrantes das equipes a responsabilidade de iniciativas que os incentivam a pensar como proprietários e inovar.

Segundo o estudo da Accenture, as funções serão alteradas em três domínios principais: compras (procurement), manufatura e planejamento. No primeiro, os profissionais de compras precisarão interpretar percepções geradas por IA e usar tecnologias digitais para resolver problemas de negócios. Além disso, precisarão ter conhecimento de mercado e capacidade para construir bons relacionamentos com parceiros de ecossistema.

Já na área de manufatura, o estudo prevê que os gerentes de fábrica serão apoiados por algoritmos, que os ajudarão a otimizar as operações da planta com base em dados. Eles terão muito mais informações disponíveis e precisarão entendê-las para tomar as decisões certas. No planejamento, os algoritmos de IA podem prever e identificar, com precisão, tendências e padrões de maneira que os humanos não conseguem. Portanto, a IA tomará a maioria das decisões de planejamento, apenas com humanos gerenciando alertas ou qualquer outra questão mais específica. Os planejadores, portanto, serão capazes de reagir com mais rapidez e terão uma visão mais abrangente.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
O que você achou? Comente