Na contramão do cenário de crise, o CEO da Prime Talent, David Braga, observa que há empresas com vagas abertas em busca de profissionais ainda mais preparados

É verdade que a crise provocada pela pandemia do novo coronavírus fechou muitos postos de trabalho em todo o mundo. No entanto, na contramão desse cenário, há empresas com vagas abertas em diversos setores ou se preparando para retomar as contratações no pós-crise. De acordo com o CEO e headhunter da Prime Talent, David Braga, nesse contexto complexo e incerto, é fundamental que o profissional esteja ainda mais preparado para que o momento desfavorável possa virar oportunidade, independentemente do cargo a ser ocupado.

David Braga 2David Braga, CEO da Prime Talent. Crédito: Carmine Furletti | Divulgação.

Para isso, ele ressalta que as soft skills (competências e habilidades) se fazem ainda mais necessárias, do estagiário ao presidente. São elas: resiliência e flexibilidade; controle emocional; planejamento; gestão de crise e comunicação; tomada de decisão; pensamento digital; autoconhecimento; atitude; cooperação; visão de negócios; e adaptabilidade. “Diante de uma crise, é fundamental criar caminhos alternativos e propor soluções para as questões que se apresentam. Ser criativo, ousado, disruptivo, ter abertura mental e diplomacia para lidar com contextos econômicos e empresariais cada vez mais complexos”, resume Braga.

O candidato a um novo posto de trabalho, agora ou quando passar a fase aguda de propagação da Covid-19, terá desafios maiores que os enfrentados em outros momentos. Especialmente as funções de liderança. Assim, o executivo reforça que é essencial aprofundar o conhecimento sobre o segmento em que estiver inserido. “Ainda que a atuação seja em home office, deve-se conhecer a empresa, os processos, as áreas de interface, os produtos/serviços, os diferenciais competitivos, a concorrência e a cadeia produtiva para contribuir de forma assertiva. A tendência é que profissionais com conhecimentos rasos sejam eliminados das organizações”, explica.

David Braga também destaca que a adaptabilidade é uma competência primordial, uma vez que se adequar aos novos tempos, tecnologias, pessoas e modelos de negócio é garantir perenidade das empresas e dos empregos. Por fim, cada profissional e candidato a uma vaga precisa ter consciência de que se conhecer é um dos fatores de sucesso nos negócios, pois possibilita entender muito bem suas potencialidades, saber como colocá-las em prática, além de identificar os próprios gaps e diminuí-los, com auxílio de ferramentas ou profissionais especializados.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s