A presidente Dilma Rousseff liberou R$ 2,570 bilhões para a construção da Linha 3 do metrô, que será um monotrilho, entre as cidades de Niterói e São Gonçalo, com extensão até Itaboraí, na Região Metropolitana. Em evento realizado nesta semana na capital do Rio de Janeiro, ela exaltou o trabalho do governo estadual, liverado pelo criticado Sérgio Cabral (PMDB), buscando a integração dos modais de transporte para aperfeiçoamento da mobilidade urbana.

 

"Quero dar parabéns ao Rio de Janeiro pela mais moderna concepção de transporte coletivo urbano, que é a integração entre os modais e destacar a importância do Bilhete Único", disse a presidente, lembrando que nos anos 80 e 90 os governos não investiam na construção de metrô por achar que se tratava de um transporte de país rico e que no Brasil só privilegiavam os ônibus. "Estamos correndo atrás do prejuízo e tratando de resolver esse problema de mobilidade antes que ele fique dificílimo de resolver."

Além da Linha 3 do metrô o governo federal vai liberar verbas em parceira para a construção de um corredor exclusivo de ônibus e uma ciclovia, paralelos ao monotrilho, que vai facilitar o deslocamento de 1,8 milhão de pessoas na região de São Gonçalo.

Ela também anunciou o liberação de verba para a construção de um BRT Gramacho-Imbariê e um VLT (veículo leve sobre trilhos) de Santa Cruz da Serra ao Centro de Duque de Caxias, apoio em dois BRTs do Rio (Transbrasil e Transoeste).

 

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s
O que você achou? Comente