Cerca de 3.5 milhões de toneladas de gases do efeito estufa (CO2) deixaram de ser emitidas no planeta apenas no ano de 2018 por conta das transações realizadas por meio da OLX Brasil, maior plataforma de compra e venda de itens usados do País. Essa economia de segunda mão equivaleria a parar o trânsito do Rio de Janeiro por 8 meses, às emissões anuais de 1.3 milhão de brasileiros ou 2.9 milhões de passageiros voando do Rio a Nova Iorque.

600 PlanetaImagem do Freepik.

O cálculo é resultado do estudo “Second Hand Effect”, feito pelo IVL Swedish Environmental Research Institute com consultoria do Ethos International, que usou as estatísticas de vendas por meio da OLX Brasil e informações sobre o consumo de energia dos escritórios do Rio de Janeiro e de São Paulo, além de outros dados sobre a operação interna da empresa. Com base em várias informações, o instituto realizou uma análise do ciclo de vida de diferentes produtos anunciados na plataforma: são examinados os materiais dos quais os produtos são fabricados, como são produzidos e os resíduos gerados na produção e descarte. Todos os dados são recalculados em seus equivalentes em toneladas de dióxido de carbono.

Por meio da OLX, enquanto o vendedor desapega de um produto que não lhe é mais útil, conseguindo ainda uma renda extra para realizar planos e projetos pessoais, o comprador adquire o produto desejado em condições mais acessíveis. O pressuposto é que cada produto seminovo ou usado vendido substitui a produção de um item novo, de forma a diminuir a utilização de recursos naturais e, consequentemente, a emissão de gás carbônico na produção.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s