O presidente em exercício da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), Carlos Bastos Abraham, defendeu, no dia 17 último, na Câmara dos Deputados, a retomada dos investimentos públicos e da participação da indústria brasileira de bens e serviços no setor do petróleo e gás. O dirigente participou, a convite do deputado Ronaldo Lessa, da Audiência Pública que discutiu A importância da Engenharia para o Desenvolvimento Nacional. O momento de crise do País, lembrou o dirigente, precisa da mobilização da engenharia e espaços como o da frente são essenciais para levar as demandas do setor ao Congresso.

Uma grande preocupação da Engenharia, debatida na audiência, está no impacto da decisão do comitê interministerial que definiu novos indicadores para a participação da indústria brasileira nas contratações do setor petrolífero, em detrimento da engenharia nacional. Ele estima que cinco mil profissionais foram impactados, com perda de postos e oportunidades de trabalho. Para Abraham, a Enenharia Unida é um caminho para ajudar a reverter crise. "Nós, da FNE, acreditamos na retomada do crescimento. Vamos cobrar, pressionar o governo, mas também vamos ambém participar e colaborar para termos um país melhor", finalizou.

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website

O que você achou? Comente