O título deste post pode marcar o encerramento de um dos temas mais polêmicos dos últimos anos no setor portuário. Em entrevista publicada segunda-feira (10) pelo Valor Econômico, o empresário Eike Batista deixou claro que não vai mais se desgastar com o Porto Brasil, chegando a dizer que o empreendimento está fora dos planos da EBX. Pela primeira vez, ele fala neste tom sobre o já famoso porto de Peruíbe.

 

"[No Porto Brasil] tínhamos 12 problemas para solucionar. Resolvemos dois e esbarramos no terceiro, dos indígenas. Aí, cansei e desisti do projeto. Com a retração do mundo enxergamos hoje que o Porto Açu, que estamos construindo em São João da Barra, no litoral do Rio de Janeiro, pode vir a absorver grande parte da carga que iria para o Porto Brasil. Este projeto está definitivamente fora do portfólio da EBX".

 

Na mesma matéria, Eike Batista reconhece que sofreu com a crise econômica. Segundo seus próprios cálculos, ele – que acalenta o sonho de ser um dos homens mais ricos do mundo - perdeu US$ 10 bilhões nos últimos meses, deixando de ser um homem de US$ 16 bilhões para ser de US$ 6 bilhões. Neste meio tempo, alguns projetos foram limados de seus sonhos, entre os quais o Porto Brasil.

 

A pergunta que fica no ar é a seguinte: como ficará Peruíbe daqui para frente? Será que este foi só um momento de desabafo de Eike Batista ou não há mesmo saída para o projeto que mudaria radicalmente a economia do Litoral Sul paulista? Como fica a situação de quem defendia o porto? Tentaremos responder a estas perguntas nos próximos dias, não deixe de conferir no PortoGente.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website