A crise logística está no ar. Literalmente. Além dos congestionamentos de caminhões, em terra, e a problemática da dragagem, no mar, o presidente da Infraero, brigadeiro José Carlos Pereira, afirmou que o transporte aéreo de cargas corre risco de apagão. O depoimento, segundo a Folha Online, foi dado à CPI do Apagão Aéreo da Câmara.

De acordo com Pereira, a infra-estrutura aeroportuária é limitada e o caos, verificado na aviação de passageiros, também pode se instalar na carga aérea. Pressionado, o presidente ainda tentou minimizar, ou melhor, voltar atrás, garantindo que os aeroportos terão capacidade ampliada até dezembro deste ano. “Se não fizéssemos nada, em três anos teríamos um apagão”.

Bom, pela lerdeza do setor aéreo, que há quase um ano provoca atrasos, arrepios e transtornos aos passageiros, é bem capaz que as obras não sejam feitas e a crise no transporte de cargas via aviões seja mesma instalada. É melhor ficar de olho.
Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website