O assunto foi debatido pela Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Câmara.

Enquanto o governo vê como oportunidade comercial para o Brasil o acordo para o uso da Base de Alcântara, no Maranhão, pelos Estados Unidos; deputados divergiram sobre o tema. O acordo firmado em março ainda precisa ser ratificado pelo Congresso Nacional e prevê o lançamento de foguetes e satélites a partir da base de Alcântara e salvaguardas para a tecnologia norte-americana.

Base de AlcântaraFoto: Agência Brasil/Ministério da Defesa.

A representante do Tribunal de Contas da União (TCU), Andréa Rocha informou que uma auditoria foi realizada a pedido do Senado e constatou várias irregularidades, entre elas a falta de um planejamento realista em relação aos riscos do lançamento desses foguetes na região.

Leia mais
A plataforma para foguetes em Alcântara é nossa

A deputada Perpétua Almeida (PCdoB-AC) é a favor do uso comercial de Alcântara, mas defendeu que o País desenvolva seu próprio programa espacial. Para ela, ainda falta esclarecer o que o Brasil vai de fato ganhar com esse acordo antes de ele ser ratificado pelo Congresso Nacional.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website