Os engenheiros brasileiros estão perplexos e indignados com projeto apresentado, recentemente, pelo deputado federal Ubiratan Sanderson (PSL-RS), que pretende revogar legislação de mais de meio século que define o piso salarial desses profissionais. A matéria do parlamentar quer rebaixar o salário inicial dos engenheiros em todo o território nacional. A pergunta que não quer calar: Deputado Ubiratan Sanderson, por que o senhor quer mexer no salário alheio?

600 engenheirosImagem do Freepik. 

Leia também
Deputado do PSL quer salário menor para engenheiros

Os engenheiros têm o seu piso estabelecido pela Lei 4.950-A/1966 em seis salários mínimos vigentes no País para jornada de seis horas e em nove salários mínimos para jornada de oito horas. "Foi, portanto, com perplexidade e indignação que recebemos a notícia sobre o Projeto de Lei 3.451/2019, apresentado em 12 de junho último [...] que pretende revogar a legislação consagradora do salário mínimo profissional", diz, indignado o presidente da Federação Nacional dos Engenheiros (FNE), Murilo Pinheiro. E prossegue: “O parlamentar argumenta tese equivocada de inconstitucionalidade da legislação.”

Particularmente entendemos que quando um país discute redução, e não aumento de salário, é que as coisas estão perdidas. Como diz ditado sábio popular, é porque estamos indo "água morro abaixo".

Brasil precisa de desenvolvimento.

Brasil precisa de ciência, educação e tecnologia na veia!

Brasil precisa de pensamento grande!

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website