Os engenheiros paulistas, liderados pelo sindicato dos engenheiros (Seesp), estão propondo o debate, urgente, cabe ressaltar, a segurança da população que utiliza, convive ou depende de equipamentos e estruturas públicas de grande envergadura que se confundem com o próprio funcionamento das cidades. São obras que vão do sistema viário ao fornecimento de energia. O debate está programado para o dia 16 de abril próximo, às 13h, na sede da entidade, na capital paulista. O tema é "A engenharia de manutenção para garantir segurança e qualidade de vida".

ViadutosViadutos do Complexo Viário Polo Itaquera, empreendimento gerenciado pela Dersa.
Foto: Governo do Estado de São Paulo.

Segundo o sindicato, é preciso discutir seriamente de que forma esse aporte de recursos deve ser cuidado para não sofrer interrupções ou rupturas decorrentes de desgastes ou desastres, com impacto sobre as vidas humanas e o meio ambiente. "Os poderes públicos e prestadores de serviços logísticos ou de infraestrutura dependem de uma área técnica e profissional nem sempre mobilizada de modo adequado, contínuo ou suficiente."

Para os profissionais, "o debate é de grande relevância no momento em que a população se vê às voltas como as tragédias ocorridas em Brumadinho (MG), com o rompimento da uma barragem da mineradora Vale, em 25 de janeiro último, e com o espanto de não ter sido evitada apesar dà experiência amarga de Minas Gerais com o rompimento da barragem de Mariana, dois anos antes".

O objetivo do seminário organizado pelo Seesp, com a participação de diversas entidades do setor, é reunir especialistas que possam contribuir com diagnóstico da situação nos diversos segmentos e propor medidas técnicas e administrativas que tragam segurança à população e possibilitem o uso racional dos recursos públicos. Conforme explica o sindicato, assegurar a correta conservação de obras e estruturas não permite improvisos; exige coleta e análise de dados com precisão, planejamento e execução qualificada. Portanto, a tarefa deve contar com o protagonismo dos profissionais da área tecnológica, que, por sua vez, precisam estar atentos a tal responsabilidade. A engenharia de manutenção é um assunto urgente e imprescindível que o Brasil precisa discutir e implementar.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (11) 3113-2641, Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo..

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*O Dia a Dia é o editorial do Portogente publicado de segunda a sábado e expressa fielmente a posição coletiva dos responsáveis pela redação do website