Cidade promove, no dia 9 de agosto, o I Seminário da Cadeia Produtiva do Aeromóvel

Pensando na implantação do Sistema Aeromóvel de Canoas, cuja primeira etapa já avança na cidade, Canoas promove, na próxima terça-feira (9), o I Seminário da Cadeia Produtiva do Aeromóvel. O evento, promovido em parceria pela Prefeitura de Canoas, Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF) e a Aeromovel Brasil S.A., será realizado das 13h30 às 18h, no Salão Nobre da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços de Canoas (CICS), na Rua Ipiranga, 95, 8º andar, no Centro.

Coordenado pelo prefeito de Canoas, Jairo Jorge, e pelo representante da CAF no Brasil, Victor Rico, o seminário tem como objetivo aproximar os atores envolvidos na implementação do Sistema Aeromóvel de Canoas, bem como criar espaço de reflexão e crítica. Estarão presentes os fornecedores de produtos e serviços relacionados com a tecnologia Aeromovel, operadores do transporte coletivo, instituições públicas envolvidas com o projeto e a equipe técnica do Município de Canoas.

Conforme o prefeito Jairo Jorge, a construção da via elevada da linha 1 é considerada um marco para a engenharia do Município, por sua complexidade e importância. O processo de elaboração dos projetos executivos e do edital de concorrência pública representaram um aprendizado para todos os envolvidos, pois não há referências prévias por tratar-se de um projeto inovador.

O Sistema Aeromóvel de Canoas

* 18 km de extensão * 27 estações * 12 mil passageiros/hora no pico e 82 mil passageiros/dia

* Linha Leste/Oeste: ligação dos Bairros Guajuviras e Mathias Velho, integrando com o trem metropolitano (Trensurb)

*Linha Norte/Centro: ligação do complexo Hospitalar e Educacional da ULBRA com o centro da cidade, integrando com a Linha Leste/Oeste na estação Farroupilha.

Primeiro trecho

O novo modal de transporte em Canoas, que ligará os bairros Mathias Velho e Guajuviras nesta primeira etapa, já começa a tomar forma no bairro Guajuviras. O primeiro trecho da Linha Leste/Oeste está em execução. São 4,7 km de traçado e 7 estações, com início na Estação Mathias Velho do Trensurb, seguindo no sentido leste em direção ao Bairro Guajuviras pela Avenida Boqueirão, finalizando na Avenida 17 de Abril até a Estação Brigada. O investimento neste trecho é de R$ 272 milhões do PAC Mobilidade Médias Cidades, com contrapartida municipal de R$ 15 milhões, dos quais parte integra o Programa Canoas para Todos.

Modelo para outros países

O Sistema Aeromóvel de Canoas tem despertado a atenção de várias cidades, não só do Rio Grande do Sul e do Brasil como de outros países. Canoas já recebeu comitivas de Rionegro (Colômbia), de Jacarta (Indonésia), onde querem expandir a linha existente, transformando-a em transporte de massa, da África do Sul e da cidade de Medellín (Colômbia).

O coordenador executivo do Sistema Aeromóvel de Canoas e secretário municipal da Fazenda, Marcos Bósio, já esteve em Lima, no Peru, e, recentemente, foi apresentar o modelo para as cidades serranas de Gramado e Canela. Campinas, Manaus e Curitiba também já conheceram o projeto. Em 2015, o prefeito Jairo Jorge e diretores da Aeromovel Brasil S.A. receberam especialistas da empresa JAI, de San Jose, na Califórnia (EUA), líder em soluções inovadoras em transporte, que conheceram detalhes do projeto de Canoas.

 

 

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas

O que você achou? Comente