aparelho para medir batimentos cardiacos

As doenças que mais matam no mundo são também aquelas mais “básicas”, que certamente você já ouviu falar ou conhece alguém que faleceu por conta de algum problema parecido.

Segundo a OMS e pesquisa realizada pelo Ministério da Saúde, as doenças mais letais hoje em dia estão relacionadas ao estilo de vida e à agitação dos grandes centros urbanos.

Isto é, independente do uso de substâncias lícitas ou ilícitas, como a cocaína, chá de ayahuasca ou até mesmo o álcool, algumas doenças estão diretamente ligadas ao nosso estilo de vida.

Veja algumas delas.

Doenças do coração

As doenças do coração podem fazer parte de uma rotina sedentária, mas também podem fazer parte de um organismo com pré-disposição a alguma doença cardíaca. Atualmente, essa é a causa de morte mais comum do mundo.

Afinal, o coração é o órgão que distribui o sangue pelo corpo e, quando algo não vai bem nele, muitos problemas podem aparecer.

Acidente vascular cerebral (AVC)

O acidente vascular cerebral também está na lista de doenças que mais matam no mundo, já que o cérebro é também extremamente sensível ao funcionamento correto do corpo humano.

Logo, um AVC pode ser devastador para o correto funcionamento do cérebro.

Inclusive, há dois tipos de AVC: aquele em que se rompeu uma artéria, inundando parte do cérebro. E aquele que bloqueia uma artéria, deixando parte do cérebro sem circulação sanguínea.

Doenças do sistema respiratório

Doenças relacionadas ao sistema respiratório também entram na lista de doenças que mais matam no mundo. Afinal, o aparelho respiratório é também muito sensível ao correto funcionamento do corpo humano.

Doenças relacionadas à dificuldade respiratória e também doenças inflamatórias na parte inferior do aparelho respiratório são comuns, como é o caso da pneumonia.

Câncer

Diversos tipos de câncer são responsáveis pela morte de milhares de pessoas todos os anos. Dentre os principais tipos de câncer mais comuns que fazem essa doença entrar na lista, estão: câncer de pulmão, câncer intestinal, câncer de mama, câncer de estômago e câncer de pele.

O problema das drogas lícitas e ilícitas

Um dos fatores mais colaborativos para o desenvolvimento e aparecimento de doenças no organismo, é o consumo de drogas lícitas e ilícitas.

Inclusive, as pessoas podem chegar ao quadro de sociopata para alcançarem o que desejam de maneira a satisfazer o vício do cérebro. Uma clínica de recuperação que seja confiável, nesse caso, é fundamental e indispensável para tratar o paciente.

As drogas mais pesadas e até aquelas mais levinhas, como a cervejinha no fim do dia, podem evoluir para problemas graves de saúde e assim desequilibrar todo o organismo.

No longo prazo, esses problemas podem evoluir para alguma das doenças mencionadas acima, já que o organismo trabalha como uma orquestra.

Evitar o consumo de drogas, praticar atividade física constantemente, trabalhar a saúde mental e buscar bem-estar rotineiramente é muito importante para evitar doenças no futuro.

Ainda que a questão genética tenha muita influência, fazer o básico para ter mais qualidade de vida segue sendo uma ótima decisão.

 

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

O que você achou? Comente