O coronavírus e a pandemia provocada por ele vem afetando a vida de todas as pessoas e, isso tem impactado também em diversos setores do comércio, inclusive no fornecimento de autopeças no Brasil.

Isso ocorre tanto por fatores internos quanto externos. Muitas empresas vêm reduzindo seu número de colaboradores, o que afeta a produção. A logística em território nacional vem sendo afetada também.

Além disso muitas peças vendidas no Brasil são importadas da China e, esse trânsito de mercadorias tem sido prejudicado nos últimos meses.

Nos dias atuais, a China é o principal fornecedor de peças automotivas para o Brasil e, por ter tido a sua economia afetada pela pandemia, a produção ficou prejudicada.

Em alguns casos as peças são provenientes de outros países, como a Coréia do Sul, Japão e Sérvia, que já apresentavam falta dessas mercadorias antes mesmo da pandemia.

Neste artigo você verá um pouco mais sobre como a pandemia de Covid-19 está afetando o fornecimento de autopeças no Brasil.

A pandemia iniciou na China e afetou o fornecimento de autopeças no Brasil

No ano de 2019, do total de auto peças comercializadas no Brasil, pelos menos 13% é proveniente da China.

Com o início dos contágios por Covid-19 ainda no mês de dezembro no país, muitas empresas tiveram as suas produções prejudicadas e o país de maneira geral entrou em um período de queda na economia.

As incertezas e os problemas com a doença rapidamente provocaram aumento dos preços dos produtos vendidos internacionalmente, bem como problemas de distribuição, como o percebido no fornecimento de autopeças no Brasil.

Apesar das dificuldades, o mercado e indústrias chineses são muito bem organizados e consolidados, conseguindo assim manter o fornecimento dos seus produtos por um tempo apesar das questões relacionadas à pandemia.

Como se não bastassem os problemas vividos pelo país asiático que provocaram consequências no Brasil, pouco tempo mais tarde a pandemia chegou também ao território nacional.

Com isso a população brasileira pode sentir tanto os problemas ocorridos na saúde pública quanto às consequências gravíssimas na economia.

Diante desse cenário o setor automotivo tem sido um dos mais afetados, pois além da capacidade produtiva dos países ter sido reduzida, a economia global está em um momento de paralisação.

No momento atual a China já está retomando a sua economia e capacidade industrial, mas no Brasil ainda existem várias questões para que a logística, fornecimento e comercialização dos produtos seja totalmente restabelecidos.

Fornecimento dos produtos no Brasil

Devido aos impactos da pandemia em todo o mundo as fronteiras de grande parte dos países foi fechada para a chegada de pessoas.

Do mesmo modo a chegada de mercadorias ficou mais restrita e os processos de recebimento foram alterados para aumentar o índice de segurança.

Com isso o fornecimento de autopeças importadas no Brasil foi prejudicado. Devido a isso muitas lojas de peças para veículos tiveram que se readequar para manter os seus estoques em situação de normalidade.

No mês de março de 2020 a pandemia de Covid-19 se apresentou no Brasil de maneira mais intensa, forçando a paralisação de alguns setores da economia e iniciando um período de isolamento social.

Isso além de provocar uma queda na movimentação da economia, fez com que os processos logísticos fossem prejudicados.

Com isso mesmo que as autopeças cheguem até o Brasil ou sejam produzidas por empresas nacionais, a distribuição desses produtos está sendo prejudicada. Assim podem ocorrer atrasos e problemas na entrega desses produtos.

Pandemia provocou alta do dólar no Brasil

Até o final de 2019, as perspectivas para o ano de 2020 eram de crescimento econômico e estabilidade na cotação da moeda norte americana.

No entanto a pandemia de Covid-19 provocou uma grande instabilidade econômica no mundo e, sobretudo no Brasil.

Nos primeiros dias de maio o valor da moeda atingiu a sua cotação máxima, chegando a R$5,89.

Isso agrava ainda mais a situação econômica brasileira, visto que grande parte dos produtos vendidos no país são de origem internacional e tem o seu valor calculado de acordo com o dólar.

Diante disso é importante considerar que provavelmente esse valor não será reduzido consideravelmente tão rápido.

Isso também influencia negativamente na comercialização de produtos no Brasil, inclusive autopeças.

Dessa forma percebe-se que a pandemia afeta o fornecimento de autopeças no Brasil, mas também a comercialização delas.

A princípio os principais problemas observados eram com relação à produção e distribuição apenas na China, responsável por grande parte das peças vendidas no Brasil.

Mas pouco tempo mais tarde a pandemia chegou também ao nosso território e com isso muitas indústrias brasileiras tiveram problemas em sua produção também.

Além disso os processos logísticos em território nacional e a entrada de produtos internacionais também estão mais dificultados.

A tudo isso une-se ainda a queda econômica que os país está vivendo e a desvalorização do Real diante do dólar, prejudicando fortemente o fornecimento e comercialização de autopeças.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas