Responsabilidade ambiental deve continuar em foco

Há quem diga que o mundo pós-pandemia não será mais o mesmo. A sua empresa também não deveria ser. A COVID-19 vai passar, mas as mudanças climáticas vão continuar aqui. Na verdade, elas já estão cada vez mais presentes, e as empresas que ainda não estão olhando para isso, precisam começar.

Reforçar os hábitos de higiene e fazer isso de forma ambientalmente correta, por exemplo, já era uma necessidade. Os negócios mais antenados já estavam, inclusive, começando a fazer adaptações nesse sentido.

O novo vírus, que parou o mundo de repente, acelerou esse processo. Além disso, ele deixou uma lição clara: outro modo de produção é possível. Mais que isso, é necessário.

Pensando em ajudar a sua empresa a se tornar mais sustentável e segura para os colaboradores, separamos 5 dicas práticas. Você já pode começar a fazer algumas delas agora mesmo.

Não se esqueça do home office

De uma hora para a outra, todo mundo que pôde, começou a trabalhar em casa. Isso fez com que o home office, que já era uma tendência, passasse a ser um modelo muito mais praticado. Acontece que ele é muito melhor para o clima. O motivo é que, com menos gente se deslocando pelas cidades, a poluição diminui.

Em poucas semanas de quarentena, a melhoria da qualidade do ar já começou a ser notada em grandes centros por todo o mundo. Com menos veículos circulando, menos gases do efeito estufa são emitidos. Por isso, o home office deve ser uma possibilidade mais praticada na sua empresa.

É claro que, assim que pudermos, muitos de nós vão voltar aos escritórios físicos. Contudo, você pode pensar, por exemplo, em liberar alguns colaboradores para trabalhar em casa uma ou duas vezes na semana. Já faz diferença para o planeta e para o bem-estar deles.

Economize água e energia

Essa é uma dica que aparece em todo guia para uma empresa mais sustentável e o motivo é simples: ela é fundamental e pode ser aplicada em, praticamente, todas as áreas.

Há várias formas de fazer isso e muitas são, basicamente, questão de conscientização. Apagar as luzes sempre que alguém não estiver no ambiente, desligar os computadores no final do expediente e usar a água com responsabilidade são algumas delas.

Além disso, os espaços podem ser readequados para um melhor aproveitamento da luz natural. Algumas adaptações simples também podem criar canais para reaproveitar a água da chuva. A economia, além de tudo, é boa para o seu bolso.

Diminua o lixo

A substituição de copos de plástico por canecas ou utensílios laváveis já vem sendo praticada em muitas empresas, mas é possível fazer muito mais do que isso. Imprimir somente o necessário e reaproveitar o verso dos papéis são outras formas simples de diminuir o seu lixo.

Além disso, dá para repensar, praticamente, todos os processos de produção da sua empresa e preferir materiais reutilizáveis, além de pensar em formas de evitar todo tipo de desperdício. Outro hábito essencial é fazer a coleta seletiva de lixo e conscientizar os seus colaboradores sobre ela.

Escolha seus parceiros

Além do que você faz, ainda é importante olhar para quem você se relaciona. Priorize fornecedores e parceiros que também têm negócios sustentáveis e respeitem seus colaboradores.

Dessa forma, você acaba ajudando a fortalecer a rede de negócios que têm esses valores e garante que essa seja uma preocupação presente em toda a sua cadeia de produção. Com mais gente olhando para isso, mais empresas vão precisar se adaptar a essa questão, o que acaba fazendo girar um ciclo positivo para o planeta.

Priorize meios de transporte sustentáveis

Essa dica serve para as suas entregas e para toda a logística da sua empresa, mas também para o deslocamento dos seus próprios colaboradores.

Você pode, por exemplo, dar algum incentivo para quem vai trabalhar de bicicleta, carona ou transporte público, minimizando o uso do carro particular.

Estamos passando por uma crise e podemos aproveitá-la para fazer uma retomada econômica mais inteligente e que também nos ajude a garantir o nosso futuro.

 

Responsável: Jackson

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas