O inverno já chegou e, com isso, os tutores de cães preferem reduzir a quantidade de banhos que os pets recebem. Podemos dizer que, de forma geral, o pensamento está correto, já que banhos excessivos durante a estação de baixas temperaturas podem prejudicar a saúde canina.

Como a quantidade de banho e mesmo de tosa costuma cair nesse período, muitos pet shops e e-commerce especializados no segmento de cães acabam fazendo promoções de produtos de higiene, para não os deixar parados nas gôndolas.

E não pense que o mesmo xampu que você usa serve para os cães não! Aliás, os próprios xampus caninos não são “tudo a mesma coisa”. O mercado já oferece, por exemplo, produtos especiais para pelos compridos, para cães que sofrem com problemas de pele e assim por diante.

Quer conhecer um pouco melhor desta variedade de produtos? Nós levantamos algumas informações para te ajudar a escolher o melhor xampu para o seu melhor amigo!

Não pode dar banho no frio?

Primeiramente, antes de falarmos dos tipos de xampus disponíveis para os cães, é interessante reforçar que no frio, entre os meses de julho e setembro, de fato, a quantidade de banhos e mesmo de tosa devem ser reduzidas.

É claro que isso é válido para regiões mais frias, como o sul e o sudeste do país. No nordeste, onde as temperaturas, mesmo no inverno, não costumam cair tanto, é possível manter certa regularidade de banhos.

A redução, no entanto, não significa que os cães vão ter que ficar 3 meses sem encarar sequer uma ducha. Aliás, isso pode ser ruim para eles. Por isso, o tutor deve ter em mente que reduzir a quantidade de banho no frio, não significa não dar banho nunca.

Frequência dos banhos no inverno

Se você e seu cãozinho moram em regiões onde o frio é mais forte, então é legal seguir a recomendação do veterinário. O médico é o mais apto para avaliar a quantidade de banhos, porque ele leva em consideração as características gerais da raça, além de ter em mente o histórico de saúde do seu pet.

Ou seja, se seu bichinho tem um histórico de problemas respiratórios, como a asma canina, o veterinário com certeza vai levar isso em conta na hora de te ajudar a definir uma frequência de banhos adequadas.

De forma bem geral, no entanto, podemos dizer que uma vez por mês é uma frequência adequada para dar banho nos pets durante os meses do inverno.

Qual xampu usar

Há aquelas pessoas mais pragmáticas que acham que o cachorro não precisa ter produtos de higiene próprios, e, por isso, usam os sabonetes e xampus humanos para dar banhos nos pets.

Esse comportamento, embora pareça inofensivo, pode ser prejudicial para o cão, já que nos produtos humanos existem algumas substâncias que não são facilmente absorvidas pelos bichinhos, o que pode resultar, por exemplo, em infecções e problemas mais graves.

Dessa maneira, é altamente recomendado que os tutores considerem comprar os produtos adequados para cães.

Fator idade

Um bebê humano não deve tomar banho com um xampu de adulto, certo? Bem, guardadas as devidas proporções, a mesma regrinha básica deve valer também para os filhotes de cães.

Se eles tiverem menos de um ano, é altamente recomendado que o tutor dê preferência aos produtos de higiene específicos para os filhotes. Na dúvida, consulte o médico veterinário.

Tamanho dos pelos

Raças como o Labrador, o Golden Retriever e o Husky Siberiano, por exemplo, possuem pelos mais longos. E se você já tentou escová-los depois de um banho sabe que a tarefa pode ser um pouco árdua.

Por isso, para cães de pelos mais compridos é indispensável recorrer ao uso de xampus e condicionadores do tipo desembaraçantes que ajudam na escovação – tão temida por alguns cachorros.

Cor dos pelos

Os pelos são importantes isolantes térmicos para os cães. Além disso, têm ligação direta com a estética, com a beleza dos pets. Levando isso em conta, é altamente recomendável que os tutores pensem também na cor dos pelos de seus cães na hora de escolher o melhor xampu.

Cães de pelo mais escuro podem sofrer um pouco mais com o excesso de oleosidade. E os de pelos mais claros precisam de mais proteção contra os raios UV, por exemplo. Pensando nisso, o mercado criou diferentes xampus, com diferentes propriedades, especificamente para cada tipo de pelo.

Produtos medicinais

Cães também sofrem com problemas dermatológicos. Pode ser uma inflamação na pele – chamada de dermatite canina –, pode ser a presença de parasitas, como pulgas e carrapatos que causam irritação, pode ser queda excessiva de pelo.

A boa notícia é que a indústria já oferece diversos produtos para essas condições e o tutor só deve usá-los se o cão, efetivamente, precisar. Por isso, é imprescindível que só sejam comprados se houver recomendação do veterinário.

Agora que você sabe que xampu para cães não é tudo igual, hora de escolher o melhor produto para o seu pet!

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas