Nos primeiros meses de 2019, a empresa já preencheu mais de 550 postos de trabalho, além de investir em treinamento e capacitação de todos os funcionários

A Indigo, líder mundial em gestão de estacionamentos e mobilidade individual, continua crescendo de forma consistente no Brasil. Para suportar o ritmo de novos negócios, a empresa já contratou mais de 550 profissionais nos primeiros meses de 2019. A expectativa é fechar o primeiro semestre de 2019 com mais 500 novos colaboradores.

Grande parte das oportunidades são para gerir e controlar os estacionamentos da empresa por 22 Estados, em especial nos segmentos de shopping centers e hospitais. Além de operadores de pátio e caixa, as contratações efetivadas e as oportunidades em aberto também contemplam cargos administrativos.

Com um quadro composto por mais de 3 mil colaboradores, a empresa entende que realização de treinamentos e desenvolvimento desses profissionais é parte fundamental para a estratégia de negócio, que prevê a qualidade no atendimento como um dos principais pilares. "Acreditamos no Brasil e temos convicção de que vamos continuar avançando em 2019. Para isso, precisamos continuar capacitando os nossos colaboradores para atender com excelência e proporcionar um melhor serviço ao cliente final." comenta Roque Perachi, Diretor de Comercial da empresa no País.

Entre janeiro e maio deste ano, já foram realizadas por volta de 10 horas de capacitação para cada colaborador em cursos presenciais, com multiplicadores do conhecimento pelo Brasil, ou à distância, disponibilizados em uma plataforma de conhecimento online. Para 2019, já estão previstos mais de 30 treinamentos para todas as operações, organizadas de acordo com as necessidades de cada local, segmento e público.

Para visualizar as vagas disponíveis e cadastrar seu currículo no banco de dados da Indigo acesse oparkindigo.com.br/empresas/trabalheconosco/. Já para mais informações sobre a Indigo, basta entrar nowww.parkindigo.com.br.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas