A Chem-Trend, empresa do Grupo Freudenberg que atua no mercado de especialidades químicas de processo com valor agregado, anuncia ao mercado a sua nova CEO no Brasil: Patricia Ajeje, que atualmente é Diretora de Vendas e, a partir de 01 de abril, acumulará as duas funções. Paulo Noce, há 17 anos na empresa, deixa o cargo e passará a se dedicar a novos projetos pessoais e profissionais.

Ajeje assume o posto com a missão de sustentar a posição de liderança da Chem-Trend em mercados tradicionais de atuação, além de desenvolver novos negócios de maneira sustentável e fortalecer a participação da empresa no Hemisfério Sul. “Vou continuar promovendo a oferta de soluções inovadoras, sustentáveis e de alto valor agregado, além de intensificar as iniciativas de inovação, digitalização, diversidade e inclusão”, afirma a executiva.

Para sustentar as ações, a Chem-Trend está aprimorando seu laboratório de desenvolvimento e aplicação, realizando investimentos fabris e encorajando a equipe comercial a se empenhar cada vez mais na geração de valor para os clientes, com serviços e soluções diferenciados e customizados. “Espero manter a motivação de todo o time em um propósito único, guiado pela nossa cultura. E, como CEO, atuar na gestão de pessoas em um ambiente cada vez mais volátil e complexo, garantindo empatia e engajamento”.

Contando com sua vasta experiência de mercado, que inclui passagens em empresas como Rhodia e BlueStar Silicones, liderando times multifuncionais e multiregionais e desenvolvendo e implementando novos negócios e estratégias, a executiva está confiante no sucesso de sua nova jornada à frente da Chem-Trend.

Ajeje é graduada em Administração de Empresas pela UNA – União de Negócios e Administração em Engenharia Química pela Universidade Federal de Minas Gerais. É pós-graduada em Finanças Empresariais pela Fundação Getúlio Vargas e possui MBA em Administração de Empresas e Marketing pela Universidade de São Paulo.

“Estou muito entusiasmada com esse novo desafio profissional e totalmente motivada a liderar e contribuir com os negócios da empresa na região. Outro fator decisório na escolha foi o de trabalhar em uma organização que faz parte de um conglomerado global muito bem estruturado, com princípios e valores, onde as mulheres e a diversidade são valorizadas. Espero ser um agente de mudanças e influenciar positivamente e permanentemente como líder”, finaliza Patricia.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

*Todo o conteúdo contido neste artigo é de responsabilidade de seu autor, não passa por filtros e não reflete necessariamente a posição editorial do Portogente.

  escreva corporativas