Sair do aluguel exige muito planejamento, principalmente financeiro! Hoje em dia uma das saídas mais possíveis para quem quer ter um imóvel próprio é fazer um financiamento imobiliário, ou seja, conseguir um crédito imobiliário com alguma instituição financeira.

 

Na teoria esse processo é bem tranquilo, mas na prática ele demanda tempo e muito planejamento. Outro ponto importante que muitas pessoas possuem muitas dúvidas é a taxa de financiamento: como funciona, quais são as taxas e como são calculadas. De antemão já informamos que essa questão é calculada de acordo com cada instituição financeira, mas aqui você saberá um pouco sobre elas.

O que é crédito imobiliário?

Como mencionamos acima, o crédito imobiliário funciona como uma modalidade de crédito, ou seja, uma instituição financeira empresta o dinheiro para que você possa comprar seu imóvel, seja ele comercial ou residencial, e você vai quitando a dívida em longas parcelas.

 

É importante frisar que essa dívida é a longo prazo e por isso é exigido que o comprador tenha um bom planejamento antes de assumir esse compromisso.

 

Mas se você já possui sua casa ou apartamento próprio, mas ainda não fez a reforma que necessita, muitos bancos também disponibilizam o crédito para que você possa comprar material de construção e entre outros.

Quais são os tipos de financiamento?

Não basta apenas solicitar o crédito, você precisa ter em mente qual modalidade de financiamento irá escolher para realizar o financiamento imobiliário e ver quais das condições para quitar a dívida mais combina com o seu perfil.

 

Atualmente, dois sistemas são mais populares para quem decide solicitar um crédito imobiliário: o Sistema Financeiro da Habitação e o Sistema Financeiro Imobiliário. Aqui contaremos para você um pouquinho dos dois, para que fique ainda mais fácil escolher a melhor opção para você.

Sistema Financeiro Imobiliário

Uma grande vantagem do Sistema Financeiro Imobiliário (SFI) é que ele geralmente realiza alguns pontos que não são aprovados pelo SFH, como financiar imóveis acima do limite exigido pelo Sistema Financeiro da Habitação e que geralmente não se adequam as regras do SFH. Confira as características dessa modalidade:

 

  • Não há limite para avaliação do valor do imóvel;

  • O comprador não precisa ter uma renda para se adequar ao limite do sistema;

  • O valor concedido para o financiamento varia entre 80% e 90% do valor do imóvel;

  • Pessoas físicas e jurídicas conseguem realizar um financiamento com essa modalidade;

  • O prazo para o comprador quitar a dívida é em média 420 meses (35 anos), mas esse prazo pode aumentar ou diminuir dependendo da instituição financeira escolhida;

  • O juros também faz parte da taxa de financiamento e ele costuma ser mais alto que a do Sistema Financeiro da Habitação.

Sistema Financeiro da Habitação

Diferente do SFI, o Sistema Financeiro da Habitação permite que o comprador utilize o FGTS para ajudar a quitar o saldo devedor do financiamento, consequentemente oferecendo uma taxa de financiamento mais atrativa.

 

Além disso, o SFH regula a maioria dos sistemas de financiamentos imobiliários do país. Veja algumas características dele:

 

  • Possui limite para avaliação do imóvel e deve ser até R$ 750 mil em Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e Distrito Federal e nas demais regiões do país o valor se limita até R$ 650 mil;

  • O valor concedido para o financiamento é de 90% do valor do imóvel;

  • Diferente da modalidade anterior, o SFH possui um limite de renda para os cobradores poderem solicitar o financiamento que é de pelo menos 30% da sua renda atual;

  • O prazo oferecido para o cliente quitar a dívida é de 420 meses (35 anos);

  • Apenas pessoas físicas podem aderir a esta modalidade;

  • A taxa de juros varia de acordo com a correção feita pela TR;

Como conseguir um crédito imobiliário?

Muitas pessoas, mesmo tendo ciência desse tipo de financiamento, ainda possuem dúvidas acerca de todo o processo e principalmente de como podem conseguir o crédito.

 

Bem, antes de mais nada, você pode realizar uma simulação de financiamento, para saber se pode ou não solicitar um financiamento. Isso pode ser feito online, através do site das instituições financeiras ou até mesmo indo direto à uma agência.

 

Na simulação você preencherá todos os seus dados e os dados do imóvel que deseja comprar, e por lá você pode ter uma noção básica do quanto terá que pagar, das taxas inclusas no financiamento e o tempo que irá levar para quitar a dívida.

 

Se você conseguir ter resultados positivos depois da simulação, o processo começará a ser oficializado, onde os bancos irão fazer uma pesquisa sobre você e o seu perfil, irão solicitar documentos específicos até chegar a fase “final”, onde o contrato será fechado.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s

  escreva corporativas