O caso apresentado neste texto aborda a decisão de construir um novo porto para superar os limites urbanos do Porto de Recife, na capital pernambucana. Um projeto bem planejado, mas que cresceu em ritmo moderado. Hoje, o Complexo Industrial Portuário de Suape é um dos maiores projetos de desenvolvimento portuário do Hemisfério Sul. Por suas características mundiais - híbrido de porto e indústria, modelo de porto que impulsionou o sucesso da economia global da China nos últimos 25 anos - é o primeiro efetivo porto brasileiro da era da globalização.

suape complexo aerea

Sua situação próxima à linha do Equador e do Canal do Panamá torna o porto pernambucano o melhor do Atlântico Norte. Um porto de águas profundas com localização estratégica em relação às principais rotas de navegação são características de concentrador de carga (hub port) natural. Distante apenas 40 quilômetros de Recife, Suape é interligado a mais de 160 portos em todos os continentes e se apresenta como o porto público mais estratégico do Nordeste, tendo em vista que 90% do PIB (Produto Interno Bruto) da região encontra-se em um raio de 800 quilômetros do porto.

Onde eles acertaram?

Há seis anos, Portogente já fazia previsões otimistas sobre Suape: “mas não se enganem projetando para o futuro o mesmo ritmo do passado". Mais de 100 empresas estão instaladas no Complexo e outras 35 estão em fase de implantação.

1- Agregar processo produtivo ao porto

O fato de o Porto de Suape superar o Porto de Santos (SP) na movimentação de granéis líquidos demonstra o novo ritmo do porto pernambucano e o efeito do modelo porto-indústria na sua produtividade. Desde a instalação da Refinaria de Petróleo Abreu e Lima em 2014, Suape vem se consolidando como um porto de granéis líquidos e líder na movimentação de petróleo. Além disso, há exemplos de atividade exportadora que só se viabilizam no porto-indústria.

2- Instituição econômica

Ao reduzir as distâncias logísticas entre o porto, o centro de produção e os mercados consumidores, o porto-indústria barateia custos de produção e distribuição, da matéria-prima e do produto; aumenta a competitividade do produto e aumenta a produção, gera trabalho e riqueza. Suape tornou-se, no País, uma vitrine dessa vantagem que há muito foi agregada aos grandes portos do mundo.

suape navio cargas

3- Integração global

Integração global do porto é função da qualidade do seu desempenho em alto nível comprovado. Nesse sentido, cadeia de suprimento significa muito mais do que “porto e logística com a hinterlândia” ou “despacho de carga”. O diferencial competitivo do porto-indústria Suape em relação aos demais portos nacionais está em agregar valor à mercadoria movimentada no porto, ser um centro físico distribuidor, promover maior agilidade na cadeia de suprimento, com melhor margem de lucro e maior ganho. Foi o porto-indústria que possibilitou a competitividade do produto chinês no mercado global.

Conclusão

O Brasil tem uma extensão costeira de 7.367 km. Por sua localização quase central nessa longa costa, cabe ao Porto de Suape um papel de porto concentrador (hub port) e fomentador da navegação de cabotagem. Tudo começou lá atrás, ao se definir Suape como porto-indústria.

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s