O doutor em Transportes e autor do livro "Administração Empreendedora", Maurício Araquam, analisa métodos de a logística portuária ser utilizada como interligação das indústrias brasileiras com o comércio exterior. Ele sugere a adoção de parcerias estratégicas internacionais, captando grandes grupos estrangeiros para que possam trabalhar junto a companhias brasileiras, que hoje produzem em baixa escala. Maurício utiliza o exemplo da China, explicando a criação das Zonas Econômicas Especiais que conectaram o então miserável país com poderosos grupos internacionais.


EXCLUSIVO

Clique aqui e participe do sorteio para ganhar um livro sobre administração portuária com assinatura exclusiva de Maurício Araquam


Conteúdos Relacionados

Brasil é condenado pela OMC por adotar subsídios ilegais e regras discriminatórias

Decreto 9.048/2017, que flexibilizou o regime de arrendamentos portuários no Brasil

Publicações da European Sea Ports Organisation

Tese de Doutorado em Transportes de Maurício Araquam na Universidade de Brasília

Zonas Econômicas Especiais da China

ZPEs criadas no Brasil - abaixo apresentamos mapa publicado pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços

ZPE

 
Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s