O presidente da Federação Nacional dos Portuários (FNP), Eduardo Guterra, está preocupado e indignado com as recentes defesas de privatização das companhias docas do País. De acordo com ele, está claramente configurado um ataque a essas empresas públicas, ressaltando recentes demissões, acordos coletivos irregulares e o aumento substancial da contribuição do Portus para os trabalhadores. "Chegou a hora de uma greve nacional. Não podemos aceitar mais esta falta de respeito. Precisamos nos mobilizar e partir firme em defesa da nossa categoria".

atopublicorio9

A diretoria da Federação irá se reunir na próxima semana para deliberar os próximos passos de enfrentamento a uma possível privatização das companhias docas. Guterra ainda comentou publicação do Portogente que revelou o fato de todas as companhias docas brasileiras constarem no Banco Nacional de Devedores Trabalhistas. "Por isso estão querendo transformá-las em empresas privadas, assim estas dívidas poderão ser transformadas em precatórios".

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s