Serviços logísticos são os serviços prestados por determinadas empresas, que envolvem as diversas atividades Logísticas, que podem variar desde a produção, passando pelo transporte e armazenagem, até a chegada ao consumidor final, atendendo basicamente a cadeia Logística por completo.

 

Veja Também

 

Qualificação de Fornecedores de Serviços Logísticos

 

No início do processo de qualificação, é necessário que a empresa faça uma breve “lição de casa” definindo detalhadamente os serviços a serem contratados e o nível de qualidade esperado. É fundamental que a empresa esteja absolutamente certa do que espera do fornecedor, e para isso todas as áreas envolvidas devem ser consultadas, preferencialmente constituindo um comitê de avaliação. Em alguns casos específicos, até mesmo os terceiros interessados no processo devem ser envolvidos (como por exemplo: clientes e fornecedores).
A lição de casa termina com a elaboração de um pequeno dossiê, com o objetivo de apresentar às empresas selecionadas informações sobre a empresa em geral, os produtos e as operações que serão o foco dos serviços.
Em linhas gerais, as etapas para qualificação de fornecedores de serviços logísticos são:

  1. Identificação dos potenciais fornecedores - por meio de consultas a entidades de referência do segmento de logística, sindicatos e órgãos de classe, prefeituras, publicações técnicas, guias ou anuários entre outros.
  2. Avaliação preliminar dos fornecedores - por porte, segmento de atuação, localização, referências de outras empresas;
  3. Pré-qualificação de fornecedores - seleção das empresas que em um primeiro momento apresentam-se aptas a fornecer o serviço desejado;
  4. Apresentação dos objetivos - contato com cada uma das empresas pré-qualificadas, por meio de reuniões individuais, onde se apresenta o dossiê (elaborado anteriormente), destacando as necessidades a serem atendidas;
  5. Envio de documentação para avaliação - deve-se enviar a cada uma das empresas pré-qualificadas um questionário padrão contendo todas as exigências a serem atendidas (capacitação, quadro de funcionários, capacidade de investimento, instalações físicas, equipamentos de movimentação e armazenagem, principais clientes, composição da frota, capacidade de desenvolver projetos específicos, certificações ISO 9000, ISO14000, SASSMAQ, etc.). Normalmente o envio fica condicionado ao aceite do fornecedor, em manter a confidencialidade sobre as informações fornecidas.
  6. Recebimento dos questionários preenchidos - nesse momento do processo de qualificação, cada empresa consultada poderá optar por responder ao questionário, ou declinar. As que optarem por continuar no processo deverão fornecer as informações solicitadas e também incluir custos preliminares e prazos para iniciar as operações.
  7. Avaliação técnica das propostas - devem ser reunidos todos os envolvidos no processo de seleção (comitê de avaliação) para avaliar cada proposta. Nessa etapa é importante que sejam efetuadas as comparações e a identificação das vantagens e desvantagens de cada fornecedor. Trata-se de uma etapa crítica para a decisão, uma vez que, dependendo das informações recebidas, o estudo pode inclusive demonstrar sua inviabilidade.
  8. Seleção das empresas qualificadas - o comitê de avaliação deverá selecionar as empresas que considerar as mais qualificadas, e iniciar um processo detalhado de análise econômica com cada empresa.

Ao final do processo, uma ou mais empresas poderão ser “rankeadas”. É importante que nesse processo inclua-se uma avaliação da saúde financeira do prestador de serviços, visando prevenir problemas futuros e transtornos indesejáveis.
Da mesma forma, é fundamental que sejam avaliados os aspectos de manutenção de equipamentos e instalações, além da adequação ao cumprimento das exigências de proteção ambiental e de saúde ocupacional dos funcionários, incluindo-se a verificação de autorização dos órgãos públicos e do meio ambiente.

 

(Fonte: Artigo "Qualificação de Fornecedores de Serviços Logísticos, de Wagner Salzano)

Pin It
0
0
0
s2smodern
powered by social2s