Mais transparência na aplicação de recursos e tarifas mais baixas. Essas são as principais reivindicações de autoridades procuradas pelo Portogente em relação à cobrança de pedágio nas rodovias do País.

Leia também
* Rodovia será concedida para quem oferecer menor pedágio, diz governo

O assunto ganhou força nos últimos dias após a divulgação de projeto do deputado federal Walney Rocha (PTB-RJ). A ideia do parlamentar é obrigar as concessionárias que administram rodovias federais a divulgar os valores arrecadados com a cobrança do pedágio. A informação seria dada a cada três meses. As empresas terão ainda de informar os investimentos feitos em manutenção no período.

Para o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Carga (Sindisan), Marcelo Marques da Rocha, a iniciativa é válida, porque possibilita saber onde as concessionárias aplicam os recursos, uma vez que a tarifa cobrada dos usuários é muito cara.

Foto: Bruno Merlin

Rodovias de São Paulo têm boas condições de tráfego, mas cobram
tarifas consideradas muito altas pelos usuários e até por autoridades

O diretor regional do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo (Ciesp), Ronaldo Forte, também abraça a ideia do deputado. Segundo ele, levar a público a arrecadação e os investimentos feitos pelas concessionárias torna o setor mais transparente. "A transparência é o melhor caminho para se entender tudo o que é cobrado e para onde é destinado todo o recurso arrecadado. Serve até para entender se é justo o que se paga, afinal tem tarifa que é exorbitante".

Pin It
0
0
0
s2sdefault
powered by social2s

O que você achou? Comente